Eu acho que ela gosta de mim

Até que eu resolvi tentar algumas coisas, e deu certo pra mim, eu descobri que ela estava gostando de mim. Agora eu vou compartilhar com você alguns passos pra você também descobrir se ela gosta de você. 1 – Ela o olha de longe. Sempre que você passa ela fica te olhando e te observando, é um sinal que ela gosta de você, tente perceber ... eu sou coroinha e ele, também as vezes eu fico perto dele e eu me sinto confusa me sinto voando não presto atenção na missa eu fico olhando pra ele e ele sabe que eu gosto dele e ele disse que também gosta de mim mais ele não fais isso eu acabei ficando com ele e ele não falava com migo só se eu falasse ai eu mim abusei e ai eu fui assistir um filme na casa da minha amiga ai ela tem o ... E Eu acho que sim B7 Eu acho que sim E A Será que ela ainda gosta de mim B7 Será! E Eu acho que sim B7 Eu acho que sim (solo) E A B7 E A B7 E A B7 E A B7 E B7 E A Dizem qu eu já fui esquecido B7 E B7 Duvido, eu pago pra ver E A Um amor tão grande como o nosso B7 E B7 Ninguém consegue esquecer E A Será que ela ainda gosta de mim B7 Será! Eu gosto de um rapaz,mas nós dois não queremos namorar ainda,desconfio que ele gosta de mim,mas ele é muito ignorante,complicado comigo,e eu com ele.Não sei se é boa ideia dizer-lhe que estou a fim dele e depois desaparecer.A gente está longe um do outro não tem como ver os sinais a não ser por SMS . Eu tenho 12 anos e ele 15 as vezes eu acho que ele gosta de mim mais tem outras que eu acho que não nós estudamos na mesma escola e na mesma classe o 7 o que que eu faço pra saber se ele gosta de mim dr estou muito confusa me ajuda por favor. acho que ele nÃo gosta de mim de verdade! Namoro um cara ele não tem filhos eu tenho duas meninas, moro sozinha trabalho, estudo e cuido de tudo tenho 25 anos ele 39... ele ja foi casado e amava muito a mulher porem ja se divorciaram . Eu acho que sim Eu acho que sim Será que ela ainda gosta de mim Será! Eu acho que sim Eu acho que sim Dizem que eu já fui esquecido Duvido, eu pago pra ver Um amor tão grande como o nosso Ninguém consegue esquecer Será que ela ainda gosta de mim Será! Eu acho que sim Eu acho que sim Será que ela ainda gosta de mim Gente,minha namorada diz que gosta de mim,mas acho que ela tem vergonha de mim,ela não tira fotos comigo,não posta nada comigo,não comenta minhas fotos assim como comento as dela.Isso me magoa muito!Acho que me entreguei e me entrego demais a ela,e ela nem tanto. Adriano, eh o seguinte: Tem uma mina q eu to gostando, so q eu naum sei se ela gosta de mim. Ela se importa comigo, e a pouco tempo me declarei pra ela. Ela disse que queria me conhecer melhor, mas sinto que ela naum dah brexa nenhuma para isso. Ela só dá atenção a meu pai e mim deixa de lado Estou com raiva dela pq ela não mim dá atenção eu acho que tenho Ciúme dela ela com meu pai ficar feliz e despois mim deixa para trás Mim sinto sozinha sou filha única não tenho ninguém para convesar Comigo mim sinto sozinha.estou desabafando para vocês não tenho Como falar com ...

Novas tendências de exercícios invadem as academias

2020.09.29 16:21 Vedovati_Pisos Novas tendências de exercícios invadem as academias

A Zumba inspirada em ritmos latinos como salsa, merengue, mambo e lambada promete queimar até mil calorias em uma aula. A modalidade criada pelo colombiano Beto Perez, tem um publico que não procura apenas o cuidado estético e com a saúde, mas que quer se divertir. A quantidade de praticantes só aumenta. São mais de 15 milhões de adeptos em 180 países. A Zumba se adapta e traz novidades para continuar atraindo o público no mercado.
Apesar de não substituir, é uma opção para quem não consegue se dedicar à musculação. “A maioria procura porque não tem paciência, porque não gosta, porque é parado, porque não gosta de ficar puxando ferro. Acho a musculação muito importante, mas defendo que a pessoa tem que fazer o que ela gosta”, disse a instrutora de Zumba Greici Silveira Rosa e proprietária de um estúdio feminino.
As aulas são predominadas pelos ritmos latinos internacionais. Outros estilos podem ser mesclados, como o axé, mas sem perder a essência internacional. Dentro da Zumba existem outras dez opções de aulas personalizadas que podem ser feitas com equipamentos e até dentro da água. Alguns estúdios já oferecem a modalidade especialmente para crianças e idosos.
No estúdio, a iluminação principal é apagada e são jogadas luzes coloridas para deixar o ambiente com cara de uma festa. A base é a diversão e o aluno não precisa se preocupar em dançar corretamente. O emagrecimento acaba sendo uma consequência da atividade. “Eu acredito que está no auge de público. Sempre surgem novas modalidades, mas com essa alegria e o clima de festa, só a Zumba proporciona”, disse Greice.
Para motivar as alunas de Greici, foi criado um grupo no Whatsapp, em que as mulheres compartilham as dietas que funcionaram com cada uma e contam cada quilo que perdem. A turma troca informações e mostra o que estão comendo. A instrutora passa algumas dicas, mas enfatiza que não prescreve dietas, pois cada uma deve seguir uma dieta feita por um nutricionista para adaptar ao seu organismo e objetivos. “Toda história que elas contam, a superação delas, a vontade é o que me faz bem”, contou Greici.
Superação e foco na balança
A professora de Educação Infantil, Juliana Rodrigues Gonzales, conheceu a modalidade há um ano por indicação de uma amiga e nesse período perdeu 15 quilos. Antes de se mudar para Joinville já tentou fazer caminhadas e musculação algumas vezes, mas não conseguia continuar. “Nunca persistia muito tempo, não era algo que eu gostava. Eu gostava muito de dançar, mas não achava nada que se encaixasse. Quando uma amiga indicou e apresentou a Zumba, que eu ainda não conhecia, eu amei. Desde quando comecei a primeira aula eu não parei mais”, contou Juliana. Também começou a praticar Zumba Toning, que utiliza Toning Sticks, halteres da própria marca Zumba. Nas coreografias, os movimentos são mais localizados para promover a tonificação muscular.
A alimentação de Juliana foi mudando gradativamente. Há seis meses não come mais frituras e não perde o foco nem nos finais de semana. “A própria alimentação você vai se adequando, se acostumando. No começo é bem difícil, nos primeiros vinte dias é bem sacrificante”, comentou. Aos poucos foi cortando alguns itens e substituindo por outros mais saudáveis. Quando sai com o marido, ele fica até preocupado de comer algo diferente dela achando que isso vai desestimulá-la. “Mas já estou acostumada, para mim não é mais algo que me faz falta.”, completou a professora.
Quem convive com Juliana e seus parentes, notaram diferença nela não apenas pelo emagrecimento. No final do ano, viajou para o Mato Grosso do Sul e seus familiares perceberam melhoras na postura, na maneira de andar, na coordenação, no estilo de vida e que estava comendo melhor.

Novas modalidades ganham espaço no mercado e conquistam o público
Ao pisar dentro da academia, o praticante é recepcionado com um aviso estampado no tapete: “Ao entrar esteja disposto a dar o máximo em todos os treinos”. É nesse clima que a aula de Crossfit começa preparando os praticantes para o WOD, Workout of the Day (treino do dia).
O Crossfit surgiu nos Estados Unidos e está ganhando espaço dentro das academias. A modalidade trabalha com movimentos variados de alta intensidade e funcionais, principalmente da ginástica, corrida e remo. Os materiais utilizados são diversificados como cordas, barras, anilhas, canos de PVC e podem ser adaptados para movimentos do cotidiano. A aula tem duração de uma hora, sendo que até 20 minutos são reservados para o momento de mais intensidade do treino.
A modalidade trabalha a resistência cardiovascular e respiratória, resistência muscular, força, flexibilidade, potência, velocidade, coordenação, agilidade, equilíbrio e precisão. Na musculação o trabalho é mais focado para partes mais específicas do corpo.
Segundo a instrutora e proprietária do Crossfit Joinville, Carla de Oliveira Martins, os mais jovens são o publico que mais procuram, já que a atividade é uma nova tendência, mas qualquer pessoa, independente da idade, pode praticar. A busca também é pela perda de peso. “A maioria quer emagrecer. O que o Crossfit faz é aumentar a qualidade de massa muscular, e aí, com o aumento dessa massa, a gente consegue ter uma grande perda de peso, de massa gorda e acelera bastante o metabolismo.”, explicou Carla.
Alguns alunos relatam que com um mês já conseguem perceber diferença na sua disposição física. Na modalidade, não há níveis separando os atletas, os mais novos treinam junto com os alunos mais experientes. “E é até ideal fazer isso para incentivar o aluno novo. O Crossfit é isso, poder integrar vários tipos de pessoas, de diferentes condicionamentos e idade”, contou Carla.
Os instrutores são treinados por profissionais americanos da própria marca Crossfit. Quando a equipe vem ao Brasil, oferecem treinamentos e provas para formar profissionais habilitados que vão trabalhar com a modalidade no país.
Durante a aula, a instrutora auxilia os alunos em como adaptar um movimento ensinado no treino para alguma atividade do dia a dia. Os exercícios podem ser feitos até em casa. “Tem alunos que treinam na praia e nos mandam o resultado para colocarmos no nosso quadro.”
Ladies Camp: Treinamento de guerra
Outra alternativa de treino funcional é o Ladies Camp. Oferecida exclusivamente pela academia Team Nogueira, a modalidade foi desenvolvida para o público feminino e é baseada em técnicas de circuito e movimentos funcionais do treinamento militar americano.
As atividades não envolvem o contato físico, o que evita lesões causadas e também incentiva a atividade em grupo. A filial joinvilense está há dois anos na cidade e encontra dificuldades para contratar profissionais que tenham um conceito diferente de treino, que quer ensinar valores de caráter e respeito com os adversários junto com o desenvolvimento das habilidades físicas, por isso investe trazendo profissionais do Rio de Janeiro e em formar novos instrutores. Segundo o diretor de marketing Diego Barbosa de Oliveira, o Ladies Camp é uma atividade que promove a amizade, o companheirismo e o trabalho em equipe. “É totalmente motivacional. Uma menina que está vendo outra fazer o exercício fica a motivando. É um trabalho de superação.”, disse Diego.
No fun, no gain!
Há modalidades que viram febre e conseguem manter um público ativo mesmo com o surgimento de novas opções no mercado. Atividades que usam a diversão como base do exercício físico, fugindo do tradicional “no pain, no gain” das academias de musculação. Como é o caso da RPM, da Nova Zelândia, Les Mills, uma atividade realizada em bicicletas que melhora o condicionamento cardiovascular. Uma aula de 45min queima até 900 kcal e pode ser feita quantas vezes na semana que o aluno preferir.
A RPM presente desde a abertura da The Best Academy no Shopping Mueller continua sendo a aula coletiva mais procurada, mesmo depois de 20 anos. É o treino que tem a maior queima calórica oferecida pela academia. De acordo com o coordenador do centro, Patrich Souza, tanto mulheres quanto homens podem praticar e é recomendada até por médicos.
Outras das modalidades muito procuradas também proporcionam grande gasto calórico. Dentro elas estão o Power Jump, Kangoo Jumps, TRX e Body Pump com queima de até 800 kcal por aula.
Patrich afirma que a procura pela musculação é maior quando a temperatura começa subir e as pessoas começam a utilizar menos roupas e se incomodar com detalhes do corpo. Mas, Segundo o coordenador, a concepção de academia está mudando tanto por indicação médica como por ser um assunto cada vez mais falado e divulgado. “Com a modernidade, nós acabamos ficando intactos. O trabalho é mais parado, mais sentado. Cada vez mais, estamos nos movimentando menos. A comodidade está aí, mas, em contrapartida, acaba gerando muitos problemas.”, explicou Patrich.
Os melhores pisos para a sua academia estão aqui!
Nossos pisos para academias trazem beleza, resistência, praticidade e economia. É tudo o que você precisa para a sua academia !

https://www.vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/novas-tendencias-de-exercicios-invadem-as-academias/
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]


2020.09.26 03:28 Argh_Drawings Parece ser bobo, mas me machuca muito...

Olá, infelizmente não gosto de compartilhar meu nome real então me chame de Argh.
Nesses últimos anos venho tendo um problema gigantesco para o meu psicológico. Eu gosto muito de desenhar, criar histórias, personagens e etc. Mas tudo começou por conta da minha família. Existe um desenho animado exclusivo do Youtube chamado Eddsworld, que eu não conhecia até 2015 - 2016, mas só fui lembrar dele quando isso tudo começou. Eu estava descendo a página de recomendados no Youtube quando me deparo com clipes desse desenho. Eu vi eles e pensei "Ah, tudo bem. Não conheço, vou perguntar para a minha irmã." Eu perguntei, mostrei pra ela e ela me disse que não conhecia, mas uns dias depois ela começou a ver (dublado por uns dubladores aqui do Youtube), e depois de um tempo eu percebi que não me sentia muito bem vendo isso, e então disse pra ela ver com fone pois me incomodava. Mas ela é irmã mais nova, e sabe como é, gosta de encher o saco. Então ela vinha para perto de mim e colocava os episódios, as vezes ela nem queria ver, só botava pra me incomodar. Ela fez isso tantas vezes que eu comecei a odiar com todas as minhas forças, me trancava no banheiro, tampava os ouvidos, gritava com ela, até que um dia ela percebeu que isso não me incomodava mais, por que eu estava com fone, então só colocava no máximo. Ela começou a dizer que meus personagens (maioria criação ORIGINAL) eram cópias de Eddsworld, que eu não tinha criatividade e etc, só pra me ver com raiva, mas eu ficava triste. E minha prima também começou a me encer o saco, e eu comecei a me perguntar se eu sou mesmo criativo. Até que esse ano eu fiquei muito mal. Acho que a pior fase da minha vida, eu chorava toda a noite, por que eu achava que eu NUNCA, NUNCA VOU SER IGUAL A ELES. Eu nunca vou realizar meu sonho (que é criar uma série animada), eu nunca vou ter a mesma carisma, a mesma criatividade, o mesmo humor... Eu tinha uma certa inveja. Até que um dia eu cheguei ao meu limite. Desabafei TUDO para minha irmã mais velha, que me consolou e disse para eu ignorar elas, e deu um esporro na minha irmã mais nova. Eu fiquei mais feliz por um tempo, mas eu ficava lembrando "Por que eu odeio algo que ninguém odeia? Por que eu odeio um criador, que MORREU? Será que é tudo culpa minha?" Bom, essa parte de ser minha culpa é bem lá pra trás. Por um triz eu não era fã desse desenho. Em 2015 - 2016 (como eu citei no início) minha prima me mostrou esse desenho e perguntou se eu queria ver, mas eu estava com sono eu não vi. Pronto, depois de eu ver isso eu surtei, comecei a surtar as 5 da manhã. Realizei que é tudo culpa minha, que se eu tivesse visto esse desenho eu estaria bem. Eu só queria ser deus para poder ter feito o criador NUNCA ter criado essa série. Esses dias atrás descobri que até os próprios participantes sofrem com o desenho. Supostamente um dos caras que saiu do desenho tinha tentado se suicidar por conta da perseguição de shipps contra ele, o outro já tentou alertar várias e várias vezes para NÃO shipparem tal shipp pois é tóxico e não faz sentido, mas olha só? Esse shipp é o mais shippado da fandom. Eu tenho é PENA dos caras que participaram. Enfim, estou um pouco melhor agora e ainda aprendendo a lidar com meu ódio, pois quando vejo algo relacionado fico até sem ar, meu batimento cardíaco acelera e tudo por culpa dos meus sentimentos ruins. Estou usando meu talento para desenho como uma chave pra sair desse problema, criei uma personagem que faz sátiras com tudo do desenho, e me diverti muito desenhando ela. Então espero que eu fique cada vez melhor. Claro que esse meu problema me parece muito bobo comparado com vários aqui, mas lembre-se que é um reddit para desabafos gerais.
submitted by Argh_Drawings to desabafos [link] [comments]


2020.09.25 22:10 AJGolias Prazer em provocar Parte 2

Para contextualizar aqui esta a primeira parte do relato.

À algumas semanas estamos trabalhando a toque de caixa, devido a pandemia os estagiários foram dispensados, então o serviço debruçou sobre nos...
Como relatei em outra postagem, estava em grande duvida se minha chefe estava me provocando, por um tempo me afastei e dediquei ao trabalho, mas ela continuou indo ao trabalho da mesma forma usual de sempre, eu apenas me mantive distante, ate a decisão da empresa em demitir os estagiários e agora divide a sala eu a chefe e uma supervisora.
A supervisora ja é uma mulher de mais idade, tem seus cinquenta e poucos anos, mas pelo que vemos foi uma mulher bem vivida, inclusive ela conta coisas que ela fez na adolescência em Niterói-RJ e isso acabou abrindo a janela para de vez em quando elas relatarem aspectos da vida pessoal e amorosa.
Agora a pouco conversando com ela, ela me perguntou sobre a chefe... "AJ e você e a chefe, como é o relacionamento de voces"
respondi que era meramente profissional, ela riu e disse "disso eu sei, mas o que voce pensa dela"
pensei em relatar o ocorrido mas não disse nada, apenas falei "ela é um mulherão da porra né? sorte do homem que navega nestes mares" eu aproveitei o ponto e perguntei.... "porque, ela falou algo de mim?"
ela riu, olhou para os lados e disse, "foi porque um dia ela me perguntou algumas coisas sobre voce", então perguntei sorrateiramente "quais coisas".
"ela me perguntou como é seu relacionamento com outras funcionarias, se você é mais saidinho, ou introspectivo, ela me contou que te viu umas vezes olhando para o decote dela, rsrs eu falei que todos os homens do andar ja devem ter olhado, ela tem um corpo bonito ne AJ"
concordei com a cabeça, fiz uma cara de "é pois é ne?" então vi ali a chance de tirar mais umas informações.
"homem é difícil né? tem dia que a gente tenta disfarçar mas não dá" foi então que ela soltou.... "eu acho que ela gosta que você olhe pra ela...segunda feira quando vc soltou aquele "nossa" ela ficou bem mais radiante o dia inteiro.
Nessa segunda que ela relatou ela veio com uma saia... um salto não muito alto, e uma camisa social que estava bem mais solta do que o normal, cabelos amarrados apenas por um coqui.. e o oculus, nem preciso relatar aqui o que esse tipo de vestimenta faz com um homem.... neste dia foi quase impossível não olhar o decote e a saia que ela estava usando que estava justa, mas não vulgar, e provavelmente ela não estava de calcinha, porque não marcava....deus que bunda linda, quando ela entrou na sala eu soltei um "nossa" que eu queria ter dito a mim apenas mentalmente mas escapou.
Na hora do almoço decidi pedir alguma comida e comer ali mesmo, para minha surpresa ela fez o mesmo, só que eu fiquei na varanda do escritório, e ela na copa, depois disso decidi ir ao terraço para fumar um cigarro, sentei acendi, e fiquei olhando para aquele sol escaldante que estava fazendo... de repente a porta abre, e la vem ela de cabelo solto, senta do meu lado e fala...."que coisa feia menino, fumando... vou contar pra todo mundo (maioria das pessoas do escritório não sabem que eu fumo, e fumo raramente) então ela me pediu um trago tirou os pés do salto, ABRIU MAIS DOIS FUCKING BOTOES DA CAMISA DANDO PARA VER ATE A PARTE INTERNA E PARTE DO SUTIAN, nesta hora eu quase engasguei com a fumaça, fiquei de todas as cores possíveis, acho que ela viu e disse, "me desculpe AJ, mas esta muito calor, mas nessa idade você já viu mulheres com decotes né?" e riu... ali conversamos um pouco sobre as coisas do trabalho, sobre estarmos trabalhando muito, mas eu não conseguia não olhar para os seios dela, maravilhosos, e ela tinha uma marquinha de bronzeamento, decidi ser um pouco mais saidinho e disse, "e pelo jeito a senhorita estava pegando um sol né?" ai ela "eu não sou tão fã não, mas este aqui ficou bom" pensei que ela iria dar uma puxada na camisa pra eu ver mas não fez, comecei a ter uma ereção então levantei com a desculpa de esticar um pouco, só que ela disse que era uma boa ideia, chegou ate o parapeito e deu uma alongada, ali na minha frente, descendo mais do habitual vi todo o decote, depois ela ficou de costa e alongou de novo, nessa hora dei uma respirada funda.... e ela riu e disse, "AJ, você não anda vacinando não?" entendi a referencia e disse... "tem umas coisas que não importa o quanto de remédio você tome, nunca será o bastante" então ela falou que tendia a concordar comigo. e que poderia ser males sociais da pandemia, aproveitei o gancho e fui saber mais sobre a historia dela, ela não se abriu tanto mas disse que tinha arranjado um "boy magia" mas ela achava que não tinha futuro, quase perguntei o motivo de ela separar, mas decidi deixar para outra ocasião, então ela sentou, fiquei olhando para aquele decote por alguns breves segundos antes de ela fechar o decote e colocar o sapato e ajeitar o coque, então fomos voltar ao escritório, quando o elevador chegou ela disse, "entre primeiro" achei estranho e fui... então ela falou, não vou ficar importunando o seu subconsciente, nesta hora tive a redenção e disse... "too late my lady, too late" ela abriu um sorriso de estranhez mas com satisfação apertou o numero pra descer, o que ocorreu é que ali estava com uma ereção monstra, e comecei a suar... então ela me perguntou se eu estava bem, eu disse que estava, e quando olhei para baixo, minha calça estava marcada grotescamente por causa da ereção, ela viu, fez uma cara de satisfação e disse... olha você esta precisando urgentemente de diversão... e deu uma risada gostosa, chegou no andar falei para ela apertar o botão S1 da garagem porque não poderia entrar ali daquela forma, ela apertou o botão e desembarcou... e eu fui para a garagem.... chegando na garagem pensei seriamente em ir no banheiro que tem ali e fazer 5x1, mas me controlei, respirei, então ela liga falando que podia subir que não tinha quase ninguém no departamento....então voltei ao escritório, o resto do dia ela ficava rindo do nada, com uma cara lerda, e foi embora mais cedo dizendo que precisava ir a academia.....
A supervisora não sabe desse ocorrido, e provavelmente apenas o porteiro viu a gente no elevador....
Ri porque a supervisora soltou um "cavalo amarrado sonha com pastar em local diferente" e realmente é isso, ela realmente gosta de provocar e deve se sentir maravilhosa com tudo isso.....
Assim que aparecer algo relevante eu posto aqui, me desculpem o relato longo, mas é isso ai.
submitted by AJGolias to sexualidade [link] [comments]


2020.09.23 17:57 ChatubinhoLima Minha casa é um ambiente tóxico

Eu tenho 16 anos, eu moro com os meus pais e a minha irmã mais nova, desde os meus 8 anos, eu percebi que a minha casa não é um ambiente muito legal, o clima aqui é sempre pesado, e eu sinceramente acho que o maior problema é o meu pai, minha mãe nunca falou pra mim, mas eu suspeito que ela tenha depressão e talvez ela tenha desenvolvido graças ao meu pai, ele é uma pessoa que consegue manipular os outros muito fácil, e a minha mãe é muito insegura, e acaba sendo submissa demais a ele, ela não tem opinião própria e faz tudo que ele pede. Eu comecei recentemente a confrontar ele, não de uma forma grotesca, mas sim apontando coisas que eu acredito que não sejam corretas em relação ao nosso relacionamento, mas ele sempre usa o mesmo argumento, de que a gente nunca passou por dificuldade e que eu tenho tudo na mão, realmente não passamos por muitas dificuldades, eu tive e tenho vários brinquedos que eram caros, eu tenho dois videogames, eu tenho um trabalho de meio período na loja da minha avó, mas eu sinceramente trocaria qualquer uma dessas coisas pra ter uma relação boa com ele, ele é uma pessoa bastante hierárquica e não aceita estar errado ou contrariado, ele também gosta de apontar os erros na cara dos outros, não sabe medir as palavras e sempre magoa os outros, faz uma pressão psicológica escrota com os funcionários e familiares dele.
Eu nunca tive uma privacidade muito grande aqui em casa, eu comecei a ter a liberdade de fechar a minha porta agora, poder ficar sozinho em casa, ter uma liberdade maior com o meu dinheiro que eu ganho no trabalho, entre coisas assim, graças a isso, ele começou a fazer o que ele fazia antes só que de uma forma mais agressiva, eu tenho um pouco de medo do que ele pode fazer com esse "complexo de superioridade" dele, ele começou a ir pro psicologo esse ano, a mesma psicóloga que eu vou, mas parece que tudo que ela fala pra ele fazer, ele faz o oposto, eu já tentei conversar com ele centenas de vezes, mas nunca parece funcionar, porque ele não quer entender o que eu falo e começa a falar que eu culpo ele por tudo e não vejo o meus erros, sendo que eu vejo muito bem os meus erros e sempre aponto os meus erros antes de apontar os dele, eu não sei mais o que fazer em relação a isso...
submitted by ChatubinhoLima to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 19:39 zerasoviet Como se preparar para uma conversa que vai pôr fim a um relacionamento que você quer manter?

Ontem eu havia feito um relato aqui sobre um relacionamento que eu tô tendo com uma menina que, apesar de dizer que me ama e ter dito que me quer por perto, acha que só gosta de meninas (pra deixar claro, eu sou um cara). O fato é que eu amo muito ela, como nunca havia amado alguém antes; uma das pessoas mais incríveis que já conheci. Ela tá passando por um processo de confusão e crise por ter que repensar sua sexualidade, mas percebo que as coisas tão se encaminhando para ela compreender que é lésbica e não bi (Ou temporariamente lésbica, explico mais pra frente). O que acontece é que hoje ela disse que a gente precisa conversar, e eu tenho certeza que é pra gente terminar.
Cara, eu imagino como deve ser fudido perceber que sua sexualidade não tá resolvida. Na verdade, nunca tá, né? A gente pode sempre se surpreender. Mas enfim, esses momentos de crise são fodas, e consigo ver que não tá sendo fácil pra ela. Mas algumas coisas me deixam encabulado, talvez pelo fato da gente aprender a conceber as relações pelo filtro do machismo e, consequentemente, não saber lidar direito com a rejeição. Vamos ao ponto, na primeira vez que ela disse que talvez só goste de meninas - que, por sinal, foi há dois dias - ela também me disse que eu não sou o primeiro cara com quem ela passou por isso, e que quando tá com meninos sente falta de meninas e vice-versa. Mas o que fode minha cabeça nisso tudo é que ela já namorou por muito tempo, mais de um ano, com homens, e pelo que sei não teve nesses relacionamentos duradouros a crise da sexualidade; O que me faz pensar: será que ela realmente gosta de mim? Tipo, se fosse um amor de verdade, a sexualidade não seria um coisa tão grande assim, mas posso estar totalmente enganado. Aí surgem aquelas inseguranças de que eu não sou bom o suficiente, de que se eu tivesse feito algo diferente (não sei o quê) não estaríamos nessa situação; como se a cada passo que eu dou perco ela mais e mais, a gente começa a rever e a duvidar de tudo em nós e na nossa capacidade de amar e se fazer amado.
Enfim, ela vem em casa hoje ou amanhã para a gente conversar. E enquanto aguardo minha ansiedade parece que vai me matar. Eu tô fazendo o exercício de me preparar para o pior e entender que esse é o fim de um ciclo na minha vida, mas lá no fundo tem aquela parte da gente que acredita ilusoriamente que tudo vai dar certo, eu queria poder matar essa parte. É triste, a sensação de incapacidade e o vazio que eu tô sentindo é muito grande, tô perdendo a pessoa que mais amei na vida e não posso fazer nada, só sei chorar. Muita confusão e ideia errada na minha cabeça, por mais que eu pense racionalmente que essas coisas tão fora do nosso controle, não consigo entender certas coisas. Até então nosso relacionamento tava ótimo em todos os sentidos (ele só durou 6 meses), e há dois dias ela me fala isso, sem ter dado nenhuma pista antes. Eu sei que essas coisas não vêm do nada na gente, mas ela fez parecer pra mim que sim, como se tivesse tentado manter isso escondido nela. O que me deixa mais frustado e triste ainda, porque ela escondeu de mim que não tava sendo feliz e me fez acreditar que sim.
Dado tudo o que falei acho que não tem uma resposta pra essa pergunta do título, só me resta aguardar. Mas colocar esses pensamentos pra fora já ajuda a gente e muito. Quero aproveitar pra dizer que vocês dessa comunidade São incríveis, uma rede de pessoas se ajudando de uma forma muito linda. É isso, perdão se o desabafo foi prolixo e insosso. Mas lembremos a importância de passar pelo luto e que na vida nada é pra sempre, que as coisas sempre passa e recomeçar é nossa forma de estar no mundo.
Beijos e abraços!
submitted by zerasoviet to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 00:15 zerasoviet Ela disse que me ama mas acho que só gosta estritamente de meninas

Correção do título: é "acha", e não "acho"
Olá! Essa é minha primeira vez fazendo um relato no Reddit, peço perdão se o texto ficar confuso e prolixo. Afinal a situação toda tá confusa pra mim também.
Eu estou ficando com uma moça desde março desse ano. Na verdade, quando nos conhecemos, ficamos pouco tempo juntos presencialmente, pois eu tive que ir para a casa dos meus pais no interior nesse contexto de pandemia e isolamento; já que a faculdade paralisou as atividades etc. Ficamos 5 meses afastados conversando praticamente todos os dias, e mesmo longe um do outro criamos uma conexão muito forte e eu me apaixonei completamente por ela. E o melhor de tudo nesse ponto é que foi recíproco, a primeira vez que a gente disse que se ama foi pelo whatsapp haha. Pois bem, na primeira semana de agosto eu voltei temporiamente pra cidade onde moro, exclusivamente por ela. Estávamos totalmente desolados com o fato de que provavelmente só iríamos nos ver em 2021, e sabe-se lá em qual mês. Então conversamos e planejamos minha vinda pra cá com o mínimo de riscos, pensando na redução de danos nessa furada de quarentena; eu moro só e ela mora a 10 min a pé daqui. E desde então foi tudo maravilhoso, passamos esses dois meses juntos matando toda a saudade, e nosso relacionamento estava ótimo em todos os sentidos, eu já considerava confiante que a gente tinha tacitamente começado a namorar.
No entanto, ontem meu mundo desmoronou. Já na hora de ir pra casa, pois tinha que resolver coisas do trabalho, ela disse que me ama, mas acha que gosta estritamente só de meninas. Até então ela achava que era bi, e jurava que isso tava bem resolvido nela. E o mais foda disso pra mim é que ela já namorou por mais de um ano com dois caras. E por mais que eu saiba que isso não tem a ver diretamente comigo, tendo a ficar paranóico com o fato de ter sido na minha vez que ela se tocou de que não gosta de caras. Eu cheguei a dizer isso pra ela, e o que ela respondeu foi que já falou isso pra outro cara, e que quando tá com meninos sente falta das meninas e quando tá com meninas sente falta dos meninos. Ela aparentemente tá bem confusa e frustrada com tudo isso, mas tô com muitas pulgas atrás da orelha. Tipo, como alguém pode amar você mas pelo jeito não sente atração pelo seu gênero ou meio que se cansou temporariamente do seu gênero??? Nesse mesmo dia a gente chorou, eu só consegui dizer pra ela poucas frases, que queria que ela ficasse bem e se resolvesse e que ia doer em mim pra passar mas que passaria. Tempos depois de lágrimas sem nos olharmos e tocarmos, ela veio até mim e me abraçou, a gente deitou abraçados e nos beijamos. Ela disse que não quer ficar longe de mim. Acabou dormindo aqui, dormimos abraçados e hoje de manhã eu cheguei a fazer sexo oral e ela teve um orgasmo. Mas tem uma coisa muito estranha e quebrada entre a gente agora. Eu tô totalmente confuso, sem saber o que fazer, e isso se intensifica porque ela tá me dando informações que acho serem contraditórias entre si. Me pergunto se ela diz que me ama só por dizer, sem ser de verdade. Também me pergunto se ela só me quer por perto pra servir de muleta emocional dela, ou me deixar em stand by enquanto se decide. E olha, eu consigo imaginar o quanto é difícil pra alguém passar por uma crise com sua sexualidade, mas eu não tenho condições nenhuma de ajudar ela, e nem de ser amigo dela. Eu tô quebrado e frustrado.
Provavelmente volto pro interior na semana que vem, e acredito que não vamos nos falar mais. Eu não sei se ela quer conversar comigo mais sobre isso, ela não é do tipo que se abre assim. Mas eu vou tentar uma conversa final pra gente resolver tudo isso.
Enfim, perdão pelo relato longo, mas me sinto um pouco melhor só de ter colocado isso pra fora.
submitted by zerasoviet to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 05:57 um_carai_ne um desabafo pesado sobre coisas da minha vida e desculpa pela falta de pontos gramaticais

⚠️TW⚠️ eu escrevi e reescrevi este texto mil vezes e mesmo assim não gostei do resultado mas eu sei que não consigo fazer nada melhor do que isso.
no começo do ano eu achava que esse ano iria ser incrível, e realmente até que estava sendo mesmo, eu estava muito feliz estudando com amigos que eu amava e eu não estava tendo muito pensamentos ruins, aí chegou a quarentena né e tudo que eu estava sentindo sumiu completamente, tipo tudo mesmo, desde a morte da minha mãe basicamente tudo mudou pra pior, eu não consigo sentir as coisas de um jeito forte, tipo eu sei que eu amo algumas pessoas só que eu não sinto as coisas mesmo, e eu fico extremamente irritado com isso e eu penso todos os dias em como minha vida seria mil vezes melhor se ela não tivesse morrido, e eu nunca tinha sequer pensado sobre suicídio, automutilação ou morte em geral até o ano em que ela morreu e até hoje eu sinto que eu ainda não consegui superar a morte dela e eu desejo quase todos os dias que eu tivesse morrido no lugar dela por que eu sei que eu não faria tanta falta pra ela quanto ela faz pra mim e eu sei que suicídio não é uma opção valida de verdade além de ser extremamente egoísta e eu sinto que toda vez que eu abro a boca eu torno o dia das pessoas ao meu redor mais chato mesmo eu tentando fazer elas rirem muitas vezes eu me sinto muito irritante ou inútil, e ir a terapia não ajudou em nada, pra mim só fez tudo piorar muito mais do que já tava antes e eu tenho certeza que existem pessoas que sentirão minha falta mesmo que muitas vezes minha mente tente me enganar dizendo que ninguém gosta de mim e que ninguém me ama de verdade mas eu realmente acho que ninguém me amará com tanta intensidade igual eu a amo e desde o começo do ano eu não aprendi absolutamente nada na porra do EAD e eu sinto que ano que vem eu vou me fuder muito pq eu vou ter que usar tudo que eu "aprendi" esse ano
o que eu estou dizendo é que eu estou tentando de verdade ser uma pessoa melhor mas eu sinto que qualquer coisa boa que acontece comigo eu sinto que eu não mereço estar bem ou que eu não mereço perdão ou não mereço ser amado e eu já passei por muita coisa só pelo fato de existir e por causa de coisas que eu não consigo controlar que nenhum ser humano de 15 anos deveria passar e não tem um dia que eu não deseje acordar diferente do que eu sou hoje e eu queria que o garoto que gostou de mim me perdoasse por não ser forte o suficiente por nós dois
submitted by um_carai_ne to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 02:35 Toddynho4321 Eu fui babaca?

Olá seres humanos, animais e plantas deste planeta (todos nós sabemos q o 6 andar não são humanos) já irei me desculpando pq pode ter alguns erros de português
Bom sou uma menina, sou bem novinha (13 aninhos) a uns 4/5 meses atrás eu instalei o Amino para entrar em um comunidade (mas acabei entrando em umas 10 kkk) mas era só para ler blogs e me atualizar um pouco sobre o mundo do k-pop (Já q não tenho muitas redes sociais para estar informada neah)
Mas tudo começou quando eu criei coragem para entrar no meu primeiro chat, importante ressaltar q isso aconteceu a uns 3/4 meses atrás (Eu sou uma pessoa com o pé atrás para falar com estranhos de modo geral) quando entrei uma pessoa me respondeu, e NA HORA o santo meio q bateu, os tínhamos os mesmos gostos, tipo músicas, jogos, doramas e etc. (Cara era tão louco que eu e ela tínhamos nomes parecidos) mas ok, amigamos e eu criei coragem para começar uma conversa particular com ela, nós conversávamos todo o dia, até q nós começamos a jogar um rpg (no RPG estavam eu, ela, a irmã, dela, e duas amigas nossas) Nos duas éramos um casal e tínhamos uma filha, só q em um belo dia eu decidi perguntar a ela se ela me amava de vdd, então eu falei o seguinte:
-Fulana, vc gosta de mim de vdd, ou é só zuera?
-Se vc gostar eu tbm gosto (disse isso pois não queira me iludir)
Então começamos a namorar de vdd (escondo,famílias preconceituosas e tals)
Mas aí q vem o problema, de umas semanas para cá, eu tive dúvidas quanto aos meus sentimentos por ela (sou bem indecisa, nunca soube sobre meus sentimentos e tals) então decidi esperar e tentar entender meu coração, mas adivinha? Não consegui.... Então tive uma conversa com ela (Nessa altura nós tínhamos trocado face, sim eu ainda uso, pois não tenho permissão para ter outras redes sociais, obs:EU sou do Centro Oeste e ela do Nordeste) Eu entrei em contato com ela pelo menssenger e expliquei oq estava acontecendo, de primeira ela não entendeu então eu disse:
Nessa hora eu senti uma facada no meu coração e com uma lágrima escorrendo disse:
A uns dois ou três dias eu fui falar com a irmã dela a pedido da rainara (Nossa amiga q namora com a carls a irmã da fulana) a irmã da fulana me disse o seguinte
-Se melhorar saiba que a fulana estará disposta para que vc queira ama-la novamente
Quando li isso comecei a chorar, pois não quero q ela me espere, esse sentimento de estar de reserva deve ser difícil, então só desliguei meu cell, e chorei muito, muito mesmo (eram 1:00 dá manhã, fui dormir apenas as 3:00, pq estava chorando ao som de We are bulletproof: the Eternal)
Mais ai vem a pergunta, fui babaca por terminar com ela, mesmo sabendo q ela me ama? Sério estou me sentindo horrível, não quero feri-la, nunca foi minha intenção, ela é muito importante para mim....
Acho q o maior erro desta história é o fato de eu ser k-popper 😔😔
Desculpa, Eu sei q ficou muito grande....
submitted by Toddynho4321 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.18 19:01 HappyPressure8291 Razão ???

Então, recentemente eu e meu namorado temos desgastado bastante a relação com discussões relacionadas a insegurança, paranoia e etc. E penso que por agir muito pelo emocional, eu acabo sendo a mais imatura da discussão, não é fácil lidar com isso, pois essa imaturidade atinge muito mais a minha pessoa, visto que ele super compreende eu estar sendo emotiva e achar que não aconteceu nada de mais. Um exemplo bem prático disso é o fato de ontem termos discutido e ele foi dormir tranquilo e falando que me ama mesmo eu super brava e pedindo pra ele tirar a foto de perfil e aceitar que vamos terminar por que não tem muito o que se fazer, enquanto que fiquei a madrugada toda pensando em muita coisa e fazendo testes de insegurança, de saber se o parceiro é traíra. Bom depois de tudo que eu disse acima, já devem imaginar quem é o mais inseguro da relação, ah também sou a paranoica(óbvio) e sou para a surpresa de quase ninguém. Muito ciumenta, e foi por esse motivo em especifico que brigamos, eu não consigo ver esperanças na minha evolução, e sinceramente, o que era um ciúme normal é que tá evoluindo pra outras coisas piores(possessão e etc. ), talvez por que tenho andado mais emotiva que antes nessa pandemia(no qual muita coisa ruim tem acontecido na minha casa) não sei... Mas fiz essa postagem por que estou muito indecisa racionalmente sobre uma questão. Uma amiga nova chegou na área, que na verdade já era colega a algum tempo, mas só agora que essa amiga terminou o namoro eles conversam com certa frequência e bastante intensidade(fotos, memes, vídeos, fofoca, conversa sobre a vida), incluindo muito esforço da parte dela para manter a amizade com ele. Engraçado é que acabei me envolvendo com ela também, ela é uma ótima pessoa, mas mesmo assim me sinto muito insegura, sei que ela tem outras pessoas na vida dela, mas não entendo a insistência em ser nossa amiga, pois nem parece que ela gosta mesmo de mim, e o meu emocional com certeza afirma que ficaria muito feliz com o termino da amizade entre eles. Mas racionalmente sei que isso é muito abusivo, eu controlar algo que eu nem deveria. Mas para frisar minha insegurança, tenho que dizer que me assusta muito quando ela diz coisas como ''eu me apoio na amizade com um cara e acabo gostando dele, sempre fiz assim, supri minha carência com outros caras'' isso é ameaçador pra mim sabe?... Eu só consigo imaginar nela vendo o quanto meu namorado é um cara bacana e acabar gostando dele e tende real motivo para não gostar de mim e só me manter por perto por falsidade sabe?. O que aconteceu com ela no termino do namoro não desejo a ninguém, ela ainda tá muito confusa, e eu queria que ela não se sentisse assim e de certa forma culpada, então no começo até apoiei bastante a amizade dos dois, falava pra ele perguntar se ela tá bem, tentar distrair ela... me arrependo disso, eu não devia ter responsabilizado ele por algo que eu mesma poderia ter feito por ela. Mas eu queria que ela se sentisse acolhida por nos 2, e acho que é assim que ela se sente agora, mas não posso negar que ainda vejo como ameaça, não sei, talvez ela tenha mudado o suficiente para não ficar mais querendo depender emocionalmente de alguém assim... mas vai saber? isso nem é algo tão ruim quando esse alguém tá disposto a te ajudar de verdade a se sentir segura e tals. Foda é que eu não consigo estudar, pensando que vou passar muito tempo fora e que ele vai tá tão envolvido com ela, por que coincidentemente ele tava no seu intervalo de estudos, e acabou compartilhando opiniões parecidas com ela e etc... sla... muita paranoia pra descrever aqui, mas eu realmente não sinto que estou pronta pra aceitar essa amizade. Ele e ela, que eu conheço bem, combinam mais do que eu e ela ou eu e ele(ele é mais amigo dela). No jeitinho de ser, de acreditar nas pessoas, pensar o melhor delas kk. Eu não sou assim vey... já sofri demais com as pessoas pra isso, inclusive da parte desse namorado, coisas parcialmente superadas, mas que a gente ignora, e que, desde que não aconteça de novo, da pra manter a relação. Resumindo, essa gama de defeitinhos meus, me fazem ter certeza de que eu só tenho algumas poucas soluções racionais pra isso tudo, vou listar 3: 1- Continuar próximo dos dois(por que longe eu já não consigo aceitar gst dos 2, n qro parecer um monstro, só sou humana sabe: imperfeita, cheia de problema, depressiva, ansiosa, to carente e etc kkk) e me esforçar(mesmo que doa muito) pra acreditar(mesmo que seja difícil demais) que eles só serão amigos mesmo; 2- terminar o namoro e desejar muita felicidade pra ambos que foram meio que motivo do termino, juntos ou não e 3- fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve(gosto que ele tenha amigos, isso faz ele feliz), até que eu pense melhor sobre tudo, sem que eu precise me distanciar dele que é a pessoa que eu mais amo, alias a distância entre ela e eu nem é uma opção, mas pode ser sim consequência, só que de fato eu até gosto de compreender o significado que ela tem na vida das pessoas ao redor dela e vejo isso conversando com ela, o que é bom, já que meu namorado é um pouco sonso ao me dizer o que ele acha que ela significa pra ele, ele diz: ''não sinto nada'' mas até eu não consigo dizer isso aí. Sinto compaixão por ela, carisma da parte dela, simpatia e etc. Mas vale lembrar que tenho um pouquinho de medo, por que acho ela muito melhor que eu, só por ter essa essência e ela auto afirmar as vezes que consegue conquistar qualquer um com boa conversa, é mais ameaçador ainda, e pode ser bobo mas por mais que no começo eu achava fofo agora comentar ''que casal fofo'' e coisas similares a ''meu casal''(Vitão 2018), me causa pavor, kkkk brincadeirinha kkk. Raiva tenho também, mas só dele mesmo, por ser sonso a ponto de dizer também ''que tal nos usar essa metadinha de 3 com ela?''. AFF do nada, num momento nosso qnd estamos vendo fotos juntos e umas metadinhas DE CASAL pra usarmos. Na verdade, se eu não fosse tão insegura até que seria uma boa ideia, mas qualé, ele sabe como sou... acho que me desrespeitou nesse sentido, de ver que eu tava me esforçando pra não falar dela, pq sempre acabo desgastando muito a relação cm muita paranoia, e ele ir e falar dela, me deixa pensativa e séria de novo, pra compensar ele concordou com essa terceira opção minha ''3 fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve''. Que sinceramente seria a que mais me deixaria feliz, e aí gente, acham que se eu repensar, consigo equilibrar melhor a razão e a emoção? e talvez ache uma opção mais sensata do que essa última. Acham que estou sendo ciumenta em excesso? e que eu devo me responsabilizar sozinha(msm ele sendo um fator pra minha insegurança) por isso, não terminando mas dando um jeito. ME AJUDEM! EU QUERO SER UMA BOA PESSOA, sem isso eu não me sinto mais nada nesse mundo e posso querer acabar com tudo logo(eu sei que preciso de terapia), por que só vejo sentido naquilo que tem sentimento e minha vida se resume muito a ser boa pra ele, alguns amigos e pro meu doguinho que ele prometeu cuidar caso algo aconteça comigo. :) ''Por que não vou ao psicólogo? bom, não tenho grana, simples. Desde já agradeço a pessoa que ler esse texto enorme, tentei ser bem objetiva e clara sobre tudo, espero que tenham compreendido.
submitted by HappyPressure8291 to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 17:16 Rafael8353 Talvez não era pra ser...

6 meses atrás eu conheci uma garota, ela é linda, inteligente, trabalhadora... Resumindo, ela é incrível. A gente começou a conversar e tudo mais, então fomos ficando cada vez mais próximos, começamos a se ver e descobri que ela é de igreja evangélica e que por causa disso ela não ficava com qualquer pessoa, ela ficava apenas se fosse para namorar. E eu concordei, afinal eu nunca tinha namorado antes, era algo que eu queria muito e nunca tive capacidade de ter em todos os meus 18 anos de vida. Então a 5 meses atrás nos começamos a namorar, foi um relacionamento complicado por causa da distância, nós somos de cidades diferentes e ainda tinha o problema da pandemia, isso ocasionou que a gente se viu apenas 1 vez durante toda a pandemia. Isso concerteza esfriou a relação para ela e tudo mais, mas como eu nunca tinha namorado ninguém antes, independente disso, eu tava feliz. E então começaram a ter as brigas, ciúmes e ainda discussões sobre a religião, eu sou católico mas não sou praticante, ou seja, não sou de ir na igreja. Já ela é evangélica e vai na igreja 4 vezes por semana. Ela disse que a gente não poderia namorar se eu não fosse na igreja com ela, eu como um bom namorado falei que iria, justamente para apoiar ela né, já que é algo que ela gosta e tudo mais. Desde que não precisasse me converter ou algo do tipo. Ela aceitou isso tranquilamente e então ficamos de boa. Mas aí ela mudou de opinião, ela disse que eu precisaria me converter se não a gente não poderia ficar junto, isso foi um baque para mim, por que eu teria que mudar totalmente as minhas crenças e tudo mais e foi um momento difícil demais para mim, foi muito difícil para mim engolir que eu precisaria mudar o que eu sou para continuar com ela. Mas eu mudei, pouco a pouco, mudei e acabei me "convertendo", mudei as minhas crenças e comecei a ir na igreja dela. Mas isso de mudar quem eu era começou a me matar por dentro, eu tinha que deixar de acreditar em coisas por que ela queria e isso me matava. Mas tudo bem, eu continuava levando isso e até mesmo mudei ela também, ela era uma pessoa muito estressada, ajudei ela a ficar mais calma e etc. A gente fazia muito bem um pro outro, eu amo ela de um jeito que eu nunca tinha amado antes, na verdade. Nunca amei antes, ela foi meu primeiro amor. Mas então começamos a ter muitas brigas, no início do relacionamento ela era muito estressada e a gente brigava muito, conforme o tempo ela foi ficando calma e eu que fui ficando estressado, chegou uma hora que as coisas começaram a ficar tóxicas, eu admito que eu mesmo fui tóxico porque no auge do meu ciúmes eu proibi ela de ir ver um amigo dela (que ela já tinha tido interesse amoroso e eles ficaram algumas vezes e fizeram algumas coisas), não sei se o que eu fiz foi certo. E do mesmo jeito ela foi tóxica querendo que eu apagasse comentários de garotas amigas minhas em minhas fotos e etc. Chegou uma hora em que a gente só machucava um ao outro, apesar de eu saber que ela me ama e eu amo ela. Não tem ninguém que me olhe do jeito que ela olha e eu acho que isso é o que mais me machuca. Por que fui eu que terminei, foram 5 meses de namoro mas eu cansei das brigas, dos ciúmes, de tudo. Saturou sabe? E eu sei que esse termino vai ser bom tanto pra mim quanto pra ela sabe, mas mesmo assim isso dói... A gente sempre tentava conversar e resolver as coisas mas não adiantava de nada, me dói ter que deixar ela. Me dói lembrar que as risadas, as conversas, os beijos, tudo isso nunca mais vai voltar. Eu não sei se fiz a escolha certa, eu só sei que isso tá me destruindo. Eu sei que ela me ama por que ela me fala e me prova isso e eu também amo ela, acho que isso é o que mais me machuca sabe? Saber que os dois se amam mas não dão certo. É, talvez não era para ser...
submitted by Rafael8353 to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 14:34 UninformedImmigrant U wot m8? Estórias de um gajo que se mudou para o UK [Capítulo 0: Introdução]

Post anterior: https://www.reddit.com/portugal/comments/itrx1l/estou_a_pensar_escrever_uma_s%C3%A9rie_de_textos_sobre/
Olá amigos.
Perguntei-vos se estariam interessados numa série de posts acerca da minha experiência enquanto emigrante no UK. A resposta pareceu positiva, por isso vou começar a publicar o que vou escrevendo. Este primeiro post serve de introdução para ditar o mote dos restantes; aproveito para deixar aqui uma série de notas que depois escuso de repetir nos seguintes.

Que merda é esta?

Há-de ser um relato mais ou menos organizado da minha vivência como emigrante, escritos de forma predominantemente episódica. Cada capítulo pretenderá abordar um tema diferente que, na minha opinião, poderá afectar outras pessoas na mesma situação que eu. Basicamente, cada capítulo relatará grosso modo uma situação que me fez pensar "puta que pariu, porque é que não me disseram isto antes?"
Mais concretamente, quero:
Antes de começarmos, algumas coisas importantes de referir:

O que é que vem a seguir?

Este post é uma introdução muito básica ao "projecto" que estou a começar. Neste momento tenho esta introdução escrita, e mais alguns capítulos pensados e alinhavados. Para já, tenho alguns temas principais acerca dos quais gostaria de (ou comecei a) escrever:
Não os vou escrever por ordem, garantidamente. Sintam-se à vontade para sugerir tópicos, já acrescentei um ou outro de comments no outro post. Vou tentar manter os posts ligados uns com os outros com um índice ali no topo.

Quem és tu, e porque é que hei-de querer saber disto?

Por razão nenhuma. Lê este; se gostares, provavelmente vais gostar do resto. Se achaste que é só um gajo a dissertar sobre temas da vida, então acertaste na mouche. Se não gostas de gajos a dissertar sobre temas da vida, talvez não gostes disto.
Eu sou um gajo qualquer, suspeito que parecido com muitos vós: casa dos 30, carreira em tecnologia, mania que é esperto, emigrado recente. Acho que a minha experiência enquanto emigrante é deprimentemente mediana, e é aí que vejo o valor deste esforço. Entre decidir que queria vir e o dia de hoje, passei por uma série de situações que suspeito que muitos outros também atravessaram, e para as quais gostaria de ter tido aviso. Alguns exemplos de que me lembro de repente:
Eu também não sabia de nenhuma destas (e outras coisas), e às vezes saiu-me do bolso não saber disso.
A minha experiência provavelmente foge da média em alguns aspectos cruciais: não vivo nem trabalho numa cidade, vim já com um contrato de trabalho permanente assinado, e por aí fora. Escrever sobre alguns desses aspectos talvez passe a ser mais um exercício de memória pessoal que outra coisa, ou talvez as minhas peripécias pessoas ressoem com alguém, logo vemos.

Motivação

Um bocadinho do que está por trás das razões que me trouxeram para aqui:

Porquê NÃO emigrar?

Quando fui entrevistado para a posição em que estou agora, o entrevistador final (depois de umas 5 entrevistas para a mesma posição) perguntou-me: "estás nessa empresa há coisa de um ano, porque é que te queres mudar?". A minha resposta foi simples: não quero.
Em Portugal a vida tem uma leveza que não consigo encontrar em mais lado nenhum. Ganha-se pouco, é certo, e as oportunidades são muito limitadas, mas:
e por aí fora. A minha vida em Portugal era de uma tranquilidade incrível. O trabalho era especializado e pouco exigente, trabalhava com amigos de longa data na minha área de formação (que adoro). A minha rotina estava extremamente solidificada, vivia numa cidade que adoro (ah Coimbra!), conseguia-me facilmente sustentar, vivia numa casa boa numa zona boa. Visto de fora, tudo estava OK. A opção fácil teria sido deixar-me ficar; tinha facilmente emprego para a vida e poucas chatices.
Ainda assim...

Porquê emigrar?

Há uma certa insatisfação que vem com o saber que chegaste ao topo muito cedo, e que o topo não é tão alto como querias. Eu sou extremamente ambicioso, não do ponto de vista materialista e egoísta, mas mais numa eterna ânsia de ser melhor no que faço. Eu tive a espectacular sorte de escolher uma profissão pela qual me apaixonei, e de ter conseguido sempre trabalhar nela estes anos todos. O meu trabalho foi aparentemente tendo qualidade, e fui indo por aí acima. Um mestrado vira doutoramento, que vira bolsas, que vira escrita de projectos, que vira posições em empresas, que vira posições séniores.
No entanto, há um tecto máximo para o que se pode fazer em Portugal na minha área: o mercado é dominado por empresas muito pequeninas, altamente subsidiodependentes, e nas quais honestamente não vejo futuro. Eu não quero passar o resto da minha vida profissional a trabalhar num "one-man army", eternamente a desenvolver soluções que nunca vão vingar porque, convenhamos, há limites para o que uma equipa pequena consegue fazer. É extremamente descolhoante ver o nosso trabalho, que toda a gente diz que é muito bom, ficar perpetuamente atrás por falta de recursos, ou manpower, ou investimento, ou o que lhe quisermos chamar. Dei por mim a tornar-me uma pessoa frustrada, daquelas que vêm as notícias e dizem mal de tudo, mesmo do bom; pequenino e sempre zangado. Decidi procurar outras coisas.
Mudei-me para o UK com contrato assinado para uma multinacional gigantesca, bom salário, boa zona do país e, acima de tudo, projectos incríveis desenvolvidos por pessoas com as quais tenho aprendido muito. Estou novamente no caminho certo.
Eu não me mudei pelo clássico "ganhar mais". Obviamente que triplicar o salário de um dia para o outro é fixe, obviamente que é fixe comprar carros a pronto (mais sobre isso mais tarde), obviamente que ir às compras e nem olhar para a conta é bom; mas há mais que mova um gajo. O salário é um factor, mas é um factor.
Abraços, e obrigado por virem à minha TED talk.
Edit: desculpem a formatação manhosa no início, esqueci-me do modo markdown.
submitted by UninformedImmigrant to portugal [link] [comments]


2020.09.17 06:24 Rotarki Eu preciso de uma luz

Eu vou tentar resumir para que não fique muito grande. Eu tenho 22 anos de idade, estou no último ano da faculdade, faço curso na área de tecnologia da informação e estou bastante perdido na minha vida. Eu perdi a vontade de lutar por mim, ao mesmo tempo, eu não quero desistir da minha vida.
Eu formei no ensino fundamental, médio e curso técnico sem tirar uma nota abaixo da média, eu nunca fiquei de recuperação ou reprovei em absolutamente nada, tudo sempre foi muito fácil pra mim, eu simplesmente ia e dava certo, sem me importar com qualquer coisa que pudesse ser um obstáculo. Eu era extremamente cheio de vontade e queria ser alguém 'grandioso', mas o único motivo para isso era a capacidade de construção de uma família feliz, queria ter uma esposa e 2 filhos, e ser para eles um herói, esse era meu sonho de criança. Minha motivação esteve por muito tempo arraigada à ideia de estar ao lado de um amor, e construir uma vida assim... Mas, ao longo da minha vida eu fui me decepcionando muitas vezes, e nunca confiei muito em ninguém, nem em amigos que eu amo, porque penso que estes mesmos podem me deixar um dia. Nunca namorei de verdade, e a garota da qual eu cheguei mais perto disso, que eu mais confiei em toda minha vida e me abri de todas as formas, me abandonou no fim e foi extremamente doloroso, eu me senti substituído e inválido, fraco. A vida perdeu o sentido, e eu me senti um homem impotente comigo mesmo, desprezível até, inferior.
Claro, depois de um tempo eu percebi que o erro era em sua maior parte da garota em questão, e eu também errei em interpretar o quão especial ela era pra mim, eu superei esse relacionamento mas não voltei a ver cor na vida, aquilo era tinha sido o rompimento do último fio que mantinha minha vontade no mundo. O mundo é repleto de pessoas podres, crueldade e decepções de todas as espécies, eu sei que há, entretanto, no meio de todo o caos algumas centelhas de luz, e é justamente o que eu preciso nesse instante, um pequeno milagre, que claro, pequenino aos olhos alheios, pois para mim seria possivelmente o maior que vivi após o meu nascimento. Eu entrei na faculdade já deturpado mentalmente, não era mais obrigado a ficar na sala de aula portanto eu matava muitas aulas, eu não me importava com absolutamente nada, nem com resultados de provas, trabalhos, notas ruins...(Não foi quando houve o rompimento da relação com a garota, eu já entrei na faculdade meio desanimado da vida, o rompimento do relacionamento com a garota foi no começo de 2020, meu último ano da faculdade) Por mais inteligente que eu pudesse ser, não havia como adivinhar o conteúdo da prova sem nem ter feito absolutamente nenhuma aula anterior a mesma, então eu afundava absurdamente em tudo, foi assim durante todos os anos da faculdade, mas eu conseguia ser aprovado ainda assim, porque meu esforço mínimo já gera grandes resultados, costumeiramente.
Chegamos ao problema: Eu não consigo mais me esforçar nem minimamente, eu perdi totalmente o interesse no mundo. Após o problema do último relacionamento, eu fiz um pequeno plano de curto prazo do qual, surpreendentemente, tudo aconteceu, o último estágio do plano era sair do meu emprego e focar em estudar programação, porque é o que está relacionado ao meu curso e onde tenho maiores possibilidades de ganho. Eu me encontro na fase aonde eu posso simplesmente me esforçar e estudar, mas não tenho vontade, eu não consigo ir adiante nisso porque não tenho desejo disso, e não consigo ter motivação e nem o mais importante, disciplina. Pra quê me esforçar? Pelo quê lutar? Eu não amo nada, não consigo amar nada, e não tenho ambição ou cobiça de construir mais nada, eu não sei nem se ainda quero realizar aquele meu grande sonho de ter uma família, eu me decepcionei demais vivendo. Eu sinto que já vivi tudo, já senti como é ter muito dinheiro, como é ter relações sexuais, como é amar e como é ser desprezado, eu nunca me senti verdadeiramente amado por uma garota, mas isso nem mesmo é o foco principal. Eu conseguiria seguir adiante, sabe? Eu sei que se eu sentisse verdadeiramente vontade, eu dobraria o mundo de joelhos pois eu realmente me esforçaria em prol de algo. Acontece que se foi toda a minha vontade de lutar, eu tô cansado. Eu não tiro minha vida porque não quero desistir, eu não quero assumir que eu perdi, eu sei e acredito que enquanto houver vida há esperança, mas... Como pode haver esperança para alguém que não quer mais lutar? Eu não consigo simplesmente abrir um vídeo no youtube de 20 minutos pra estudar, eu tenho desejo de fazer qualquer outra coisa. Antes que pense algo como 'Você só não gosta tanto assim de programação' bem, eu gostaria de gostar de alguma coisa, mas não há nada que eu ame na vida, não há nada que me dê verdadeiramente prazer e que eu queira, eu tenho apenas existido. Pelo menos acho interessante programação.
Eu juntei um dinheiro, consigo me manter por 11 meses sem depender de nenhuma ajuda financeira, eu realmente planejei para que eu pudesse viver esse momento e me dedicar 100% ao estudo de programação, mas eu não consigo me dedicar nem 1%. O tempo tá passando, e eu já tô nessa tem alguns meses, eu tenho vários trabalhos atrasados na faculdade que eu não tenho vontade de resolver, inclusive o meu TCC. Eu sinto que isso tudo é uma bomba relógio até dar um grande problema, mas eu não sinto medo, e as duas razões pra isso são: 1- Eu não me importo 2- Eu sei que se eu me importasse, eu resolveria qualquer coisa.Eu já cogitei que tudo isso pudesse ser uma grande auto-sabotagem, e que eu construí durante 4 anos uma arma pra me destruir, porque no fundo eu me odeio, mas não sei se isso era mesmo a resposta, considerei várias vezes tê-la encontrado, falhei em todas. Esse é o grande abismo da minha vida, infelizmente, cedo demais eu encontrei ele. Eu penso que se eu superar essa necessidade do desejo para lutar, não existirá nunca mais algo que seja um obstáculo pra mim, eu, ironicamente, sou meu maior obstáculo. Como vencer à mim mesmo? Eu não sei se alguém poderá realmente me entender e me dar alguma pista de como sair desse labirinto mental que eu vivo, mas eu preciso tentar pelo menos esse pouco aqui, porque eu sou teimoso demais pra desistir totalmente de mim.
submitted by Rotarki to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 06:23 Rotarki Preciso de uma luz.

Eu vou tentar resumir para que não fique muito grande. Eu tenho 22 anos de idade, estou no último ano da faculdade, faço curso na área de tecnologia da informação e estou bastante perdido na minha vida. Eu perdi a vontade de lutar por mim, ao mesmo tempo, eu não quero desistir da minha vida.
Eu formei no ensino fundamental, médio e curso técnico sem tirar uma nota abaixo da média, eu nunca fiquei de recuperação ou reprovei em absolutamente nada, tudo sempre foi muito fácil pra mim, eu simplesmente ia e dava certo, sem me importar com qualquer coisa que pudesse ser um obstáculo. Eu era extremamente cheio de vontade e queria ser alguém 'grandioso', mas o único motivo para isso era a capacidade de construção de uma família feliz, queria ter uma esposa e 2 filhos, e ser para eles um herói, esse era meu sonho de criança. Minha motivação esteve por muito tempo arraigada à ideia de estar ao lado de um amor, e construir uma vida assim... Mas, ao longo da minha vida eu fui me decepcionando muitas vezes, e nunca confiei muito em ninguém, nem em amigos que eu amo, porque penso que estes mesmos podem me deixar um dia. Nunca namorei de verdade, e a garota da qual eu cheguei mais perto disso, que eu mais confiei em toda minha vida e me abri de todas as formas, me abandonou no fim e foi extremamente doloroso, eu me senti substituído e inválido, fraco. A vida perdeu o sentido, e eu me senti um homem impotente comigo mesmo, desprezível até, inferior.
Claro, depois de um tempo eu percebi que o erro era em sua maior parte da garota em questão, e eu também errei em interpretar o quão especial ela era pra mim, eu superei esse relacionamento mas não voltei a ver cor na vida, aquilo era tinha sido o rompimento do último fio que mantinha minha vontade no mundo. O mundo é repleto de pessoas podres, crueldade e decepções de todas as espécies, eu sei que há, entretanto, no meio de todo o caos algumas centelhas de luz, e é justamente o que eu preciso nesse instante, um pequeno milagre, que claro, pequenino aos olhos alheios, pois para mim seria possivelmente o maior que vivi após o meu nascimento. Eu entrei na faculdade já deturpado mentalmente, não era mais obrigado a ficar na sala de aula portanto eu matava muitas aulas, eu não me importava com absolutamente nada, nem com resultados de provas, trabalhos, notas ruins...(Não foi quando houve o rompimento da relação com a garota, eu já entrei na faculdade meio desanimado da vida, o rompimento do relacionamento com a garota foi no começo de 2020, meu último ano da faculdade) Por mais inteligente que eu pudesse ser, não havia como adivinhar o conteúdo da prova sem nem ter feito absolutamente nenhuma aula anterior a mesma, então eu afundava absurdamente em tudo, foi assim durante todos os anos da faculdade, mas eu conseguia ser aprovado ainda assim, porque meu esforço mínimo já gera grandes resultados, costumeiramente.
Chegamos ao problema: Eu não consigo mais me esforçar nem minimamente, eu perdi totalmente o interesse no mundo. Após o problema do último relacionamento, eu fiz um pequeno plano de curto prazo do qual, surpreendentemente, tudo aconteceu, o último estágio do plano era sair do meu emprego e focar em estudar programação, porque é o que está relacionado ao meu curso e onde tenho maiores possibilidades de ganho. Eu me encontro na fase aonde eu posso simplesmente me esforçar e estudar, mas não tenho vontade, eu não consigo ir adiante nisso porque não tenho desejo disso, e não consigo ter motivação e nem o mais importante, disciplina. Pra quê me esforçar? Pelo quê lutar? Eu não amo nada, não consigo amar nada, e não tenho ambição ou cobiça de construir mais nada, eu não sei nem se ainda quero realizar aquele meu grande sonho de ter uma família, eu me decepcionei demais vivendo. Eu sinto que já vivi tudo, já senti como é ter muito dinheiro, como é ter relações sexuais, como é amar e como é ser desprezado, eu nunca me senti verdadeiramente amado por uma garota, mas isso nem mesmo é o foco principal. Eu conseguiria seguir adiante, sabe? Eu sei que se eu sentisse verdadeiramente vontade, eu dobraria o mundo de joelhos pois eu realmente me esforçaria em prol de algo. Acontece que se foi toda a minha vontade de lutar, eu tô cansado. Eu não tiro minha vida porque não quero desistir, eu não quero assumir que eu perdi, eu sei e acredito que enquanto houver vida há esperança, mas... Como pode haver esperança para alguém que não quer mais lutar? Eu não consigo simplesmente abrir um vídeo no youtube de 20 minutos pra estudar, eu tenho desejo de fazer qualquer outra coisa. Antes que pense algo como 'Você só não gosta tanto assim de programação' bem, eu gostaria de gostar de alguma coisa, mas não há nada que eu ame na vida, não há nada que me dê verdadeiramente prazer e que eu queira, eu tenho apenas existido. Pelo menos acho interessante programação.
Eu juntei um dinheiro, consigo me manter por 11 meses sem depender de nenhuma ajuda financeira, eu realmente planejei para que eu pudesse viver esse momento e me dedicar 100% ao estudo de programação, mas eu não consigo me dedicar nem 1%. O tempo tá passando, e eu já tô nessa tem alguns meses, eu tenho vários trabalhos atrasados na faculdade que eu não tenho vontade de resolver, inclusive o meu TCC. Eu sinto que isso tudo é uma bomba relógio até dar um grande problema, mas eu não sinto medo, e as duas razões pra isso são: 1- Eu não me importo 2- Eu sei que se eu me importasse, eu resolveria qualquer coisa. Eu já cogitei que tudo isso pudesse ser uma grande auto-sabotagem, e que eu construí durante 4 anos uma arma pra me destruir, porque no fundo eu me odeio, mas não sei se isso era mesmo a resposta, considerei várias vezes tê-la encontrado, falhei em todas. Esse é o grande abismo da minha vida, infelizmente, cedo demais eu encontrei ele. Eu penso que se eu superar essa necessidade do desejo para lutar, não existirá nunca mais algo que seja um obstáculo pra mim, eu, ironicamente, sou meu maior obstáculo. Como vencer à mim mesmo? Eu não sei se alguém poderá realmente me entender e me dar alguma pista de como sair desse labirinto mental que eu vivo, mas eu preciso tentar pelo menos esse pouco aqui, porque eu sou teimoso demais pra desistir totalmente de mim.
submitted by Rotarki to Seasidefreedom [link] [comments]


2020.09.17 01:37 Denin1x Se não é depressão é quase isso

Hoje eu dormi a tarde, poucas vezes eu faço isso, e nas vezes que eu faço ou eu tô muito pra baixo ou eu tô exausto mesmo. Eu não fiz nada o dia inteiro, tinha marcado na agenda de estudar, não sei, não tô com vontade.
Também não quero sair de casa, as pessoas me olham estranho, não sei se é porque sou negro ou feio, talvez um pouco dos dois, meus amigos me chamam e eu invento sempre uma desculpa pra não sair. Meus amigos são mais bonitos que eu, sempre ouço as meninas elogiando eles e eu nunca fui elogiado, não cobro, talvez eu seja realmente feio e elas não querem mentir, tudo bem. Eu já estive na listinha dos " top meninos mais feios da sala ", poxa, se eu pudesse eu não seria feio, quem vai querer isso pra si? Eu não pedi pra nascer assim, eu até já me peguei querendo estar no corpo do meu colega branco, dos olhos verdes, cabelo loiro, ele se vestia bem, era bonito, tenho que admitir. Mesmo com isso tudo eu não me acho feio, eu até gosto de mim, da minha aparência, mas eu não posso dizer o mesmo das outras pessoas, deve ter um motivo pra sempre que vão falar o que acham de mim cortarem o assunto né. Sei muito bem que eu não devo ligar pra o que pensam de mim e tals, mas poxa, todo mundo pensa assim? Então deve ter algo errado né.
As vezes eu não consigo sair de casa, quando chego na porta, percebo que tem muita gente, vão me ver, ver minha feiúra, eu dou meia volta vou pro meu quarto e deito na cama, digo que não vou sair, sei lá, invento algo na hora.
Quando eu acordei hoje a tarde me veio uma sensação estranha, já tinha sentido isso antes, me veio uns pensamentos do nada, do tipo: — cara, já escureceu, eu tô dormindo, deitado, tô quase que nem um moribundo, não tô aproveitando a vida, se bem que eu sou um merda, não tenho mais muito papo, acho que notam quando eu vou rir pra simpatizar e o riso sai todo forçado, labios tremendo como se fosse chorar, por isso o papo morga na hora e a conversa acaba.
Sei que tudo isso é minha culpa, meu pensamento e minha baixa auto-estima, mas cara, é algo lá no fundo, não existe mudança de rotina que mude, eu nem tenho mais aqueles pensamentos de morte ou algo do tipo, gosto da minha vida, mas talvez assim seja pior, viver uma vida sem aproveitá-la, como uma criança muito pobre que olha um tênis bonito que ele tanto deseja na vitrine de uma loja.
Eu já sumi da vida de várias pessoas, nunca acredito que alguém goste realmente de mim, e mesmo que fosse verdade, o que eu faria? Eu só faço merda com quem eu gosto, é melhor me manter afastado.
Falando em vida, eu já não vejo mais graça nas coisas, piadas que meus amigos fazem eu rio pra não sair como chato, não gosto mais de fazer fofoquinha sobre outras pessoas, falar sobre relacionamentos, metas, estudos, sei lá, nada mais tem graça. Eu até tenho alguns sonhos mas fico pensando as vezes eles perdem o sentido, tipo, por que eu quero trabalhar? Tá, é pra fazer coisas que gosto, mas por que fazer algo que eu gosto? A vida só é isso? Manter a cabeça ocupada com coisas que gosta até que uma hora você morre?
Eu gostava de quando era criança, parece que tudo tinha mais cor, mais brilho, o sol parecia estar sorrindo pra mim, quando assistia os desenhos eu parecia estar naquele mundo, emoções intensas, paixões. Hoje nada disso tem graça, como se tudo tivesse perdido o brilho, como se eu tivesse fazendo hora extra na terra, o sol morreu, desenhos nem tem mais graça, não sinto mais aquela paixão por alguém, e dizem que eu sou frio pra caramba.
É como se eu tivesse sabido a história de um filme sem assistir, não vai ter o gosto de mistério, eu sei como acaba, 7 palmos a baixo da terra no cemitério da cidade.
submitted by Denin1x to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 02:44 superpolytarget Me ajudem a organizar o meu pensamento

Bom a minha história é a seguinte, eu sou usuário do Pinterest, eu procuro inspirações pra desenhar e comento em outras fotos ou coisas do tipo. Um desses comentários que eu fiz acabou atraindo a atenção de uma pessoa, uma menina, e eu normalmente sou bem receptivo com com todas as pessoas não importa idade, sexo, gênero e por aí vai. A gente conversou, percebi que curtia as mesma bandas que eu, gostava de cinema como eu, e a gente tinha uma relação bacana. Mas pouco depois de alguns dias de conversa, eu tomei conhecimento dela ser menor de idade, ela tinha 13 anos, enquanto eu completei 22 hoje. Quando descobri a idade dela, obviamente resolvi que conversaria com ela só como um amigo, um conselheiro as vezes, já que a primeira msg dela foi me perguntando a respeito da minha faculdade. O tempo foi passando e ela começou a me mandar algumas mensagens meio suspeitas, como se estivesse querendo dizer algo sem dizer ao mesmo tempo, mas eu preferi tocar o barco, pq até aquela altura ela não tinha me falado nada muito contundente. Acontece que hoje a gente conversou, e ela acabou me contando que gosta de mim, e eu expliquei pra ela que eu tenho 22 anos, que não é certo eu me relacionar com alguém que é quase 10 anos mais nova que eu, mesmo que ela fosse uma menina muito legal, inteligente, e que a gente tivesse tantas coisas em comum. Eu tentei ser o mais delicado possível, escolhi cada uma das minhas palavras pra fazer ela entender que ela não tinha nada de errado, que o problema naquela situação era o fato de que eu sou bem mais velho que ela. Mas agora eh me sinto mal, não por "ter dado um fora" na menina, por que isso não poderia ter sido diferente, mas por causa da forma como ela acabou se sentindo, ela ficou visivelmente magoada na hora (agora não sei, pq até o momento ela ainda não mandou mais msg), por mais que ela tenha entendido meu lado. Também tem o fato de que eu não sou exatamente a pessoa mais auto confiante que existe, na vdd eu não sou muito meu próprio fan, e não consigo compreender o que de tão maravilhoso ela viu em mim, graças a esse fato eu me sinto mal por uma menina legal ter sido obrigada a receber um inevitável não de um cara como eu, eu honestamente acho que ela merecia coisa melhor. Eu só quero me convencer de que eu não tenho culpa pelo que ela tá sentindo, por que eu me sinto péssimo com a situação dela.
submitted by superpolytarget to desabafos [link] [comments]


2020.09.13 22:39 maisumge Sera que é real ?

Tenho 23 anos e um problema mental serio que sofri quando tinha 18 anos e é irreversível (me viro bem, trabalho, estudo saio e etc mas mudou muito a forma como vejo a vida e principalmente relações, sejam elas amorosas ou nao)
A umas duas semanas, voltei a falar com uma amiga minha que conheci a uns 10 anos atras na época de escola. A gente vem conversando muito nesses últimos dias (ela sempre teve uma quedinha por mim). E numa dessas conversas as coisas começaram a passar um pouco da amizade e se envolver um pouco a mais, pensando sobre relacionamento e talz.
O problema é que sempre sofri muito preconceito por esse problema que tive e durante muito tempo as únicas pessoas que tive que me davam essa atenção era minha família (e só alguns deles)
Outro problema é que tive um relacionamento antes que me traumatizou muito em que a menina que namorei me traiu muito e que me deixou muito inseguro em relação a literalmente qualquer coisa
Isso vem mexendo muito comigo esses últimos dias e sempre penso a mesma "sera que ela realmente gosta de mim ou sla só ta carente por causa da quarentena e quer alguem pra ficar ?". Por que eu realmente to querendo que de certo mas acho que ela nao vai aguentar por causa desse meu problema e etc
Enfim nao sei se fui suficientemente claro mas precisa muito por isso pra fora. Só falei sobre isso com uma pessoa e ela me deu um conselho que por mais que tenha sido sincero nao me ajudou muito
É minha primeira vez aqui então nao sei como vao ser a respostas de vcs. Podem fazer piada, zoar o que quiserem a única coisa que quero é uma opinião sincera por mais que me doa ouvir
submitted by maisumge to desabafos [link] [comments]


2020.09.12 22:14 WalitaPhilipps Estou sendo betado e não sei lidar com isso.

Eeee meus amigos, o dia finalmente chega, dps de 20 anos sendo um gordo fracassado e enfrentando uma puta depressão, eu consegui emagrecer, melhorar alguns hábitos e estou consideravelmente mais ''ok'' ainda me acho feio, porém sou um gordão musculoso e tenho a voz de um locutor de canal de igreja.
A fita é que agora, eu consegui desenrolar um ''web namoro'' com uma mina q eu to gostando muito, entretanto é meu ''primeiro rolo'' e to achando um saco ter q ficar puxando assunto ou ficar com medo de puxar assunto e estar incomodando a mesma.
O foda é que as vezes acho que essa mina q eu to conversando ta na verdade conversando com varios, porém pode ser apenas uma ataque de esquizofrenia feita pela minha cabeça. Ela ja disse que gosta muito de mim e me contou muita coisa (MT COISA MEMO MEUS QUERIDOS) e eu fiquei apegado a ela. Eu gosto dela, não sei flertar e sempre fica um clima moooornao pq eu sou cabaço, mas to tentando melhorar. Mas mesmo assim eu me sinto inseguro e não acho q ela goste de mim de facto.
Chegamos a betagem 2, 3 e mais algumas.
Vamo la, primeiro de tudo: NÃO SEREI UM FILHO DA PUTA COM NENHUMA, prezo muito o respeito e maturidade e me recusaria a fazer joguinhos fudidos ou deixar alguém mal de proposito, acho esse tipo de coisa bem infantil e vai contra minhas virtudes.
Porém, no facebook, eu sendo um cara relativamente engraçado e recentemente estou sendo ''betado'' por algumas minas e to achando isso muito estranho mano, tipo, eu era FEIO, IRMAO, FEEEEEEEEEEIO E GORDÃO, só recentemente quando dei uma puta emagrecida e ficando mais fortinho, vi que comecei a ser betado. Acho legal, alto estima sobe pra porra máááás eu n quero ficar em relacionamento por beleza ou alguma fita assim, sacas?! Eu realmente procuro pessoas da mesma vibe e sempre tento ser o maximo respeitoso e tal, não quero criar ressentimento com ninguém nem magoar ou brigar com alguém, tenho medo de relacionamentos justamente por sempre ter sido feio.
Eu sei que tem uma mina que ta gostando muito de mim e eu to com medo pq ja to ''quase'' nesse web namoro, então to tentando desviar o máximo possível disso, mas ta dificil amigos, realmente complicado kkkk.

Então amigos, após desabafar aqui, se alguém ja passou por isso e tiver alguma dica ou conselho, por favor, sou totalmente aberto!

Boa noite a todos!
submitted by WalitaPhilipps to desabafos [link] [comments]


2020.09.10 20:22 erossama Sou homi e me apaixonei pelo meu melhor amigo parte 3 *fudeu tudo*

As outras partes postei aqui tambem
Então ante ontem eu tava puto é mandei um textao no Whatsapp dele falando sobre tudo , sobre a nova namorada dele ( uma puta digasse de passagem) , sobre traumas relacionado a nova namorada dele e amiguinhos dela ( ela falou que eu sofria bullying e o pessoal me zoava na escola pq eu era quieto ????) Sobre como ele foi um cuzao é que não teve atitude de homem e tava sendo infantil e que eu tava MT magoado já que ele disse que queria algo comigo só que dias depois da namorando uma vagabunda aí e finge que nada aconteceu e fodase pra mim e aí falei que a gente precisava dar um tempo na amizade para ambos refletirem sobre essa merda (Eu para esquecer dele e ele para perceber que é um arrombdo) é aí mandei a porra do textao.
Ele bravo começa a discutir comigo falando que n fez nada é eu tava sendo egoísta e ESTAVA COM CIÚMES, ( me poupe né ) ele nem leu o texto é falou: não vou levar essa merda e falou que tava nem aí (pode ser na zoeira isso mas enfim) ele começou a soltar as merdas dele falando que nunca fez nada de errado e que me considerava muito como amigo e que não gostava de homem e fez tudo na brincadeira ( acho que essa brincadeira foi um pouco longe né? ) é aí ele solta as merdas: ele contou sobre eu gostar dele pra namorada dele ( nessa parte eu comecei a chorar muito pq comecei a lembrar dos traumas que sofri e a merda que poderia dar , pq eu ja estudei com ela anos e ela já espalhou concerteza coisa minha aí, é meu OVO que ela n vai contar pra ninguém isso) Ele começou a zoar na conversa e meter o fodase falando que n tinha nada haver e que ele n fez nada de errado.... e aí eu já tava tentando segurar mas não deu chorei igual uma moça com o coração partido. Pqp chorei para um caralho mandei áudio chorando e tals e não deu em nada eu resolvi ignorar e fui dormir 60% puto e 40 % triste Amanheceu e ele falando que não queria perder a amizade e que era um irmão pra mim que ele nunca teve já que só tem irmã ( entrando na questão familiar ele fala que a família dele não gosta de mim pq não forao com a minha cara, pnc da família dele também) Ele pagando de coitadinho e falou que nunca perderia uma amizade de anos ( Eu falei só pra dar um tempo) e falou que ia colar na minha casa , é mdss sai da minha vida mlk do caralho eu não quero te ver filha da puta. Ele n veio ainda bem mas vai vim domingo se pa , vai vim aqui fingindo que nada aconteceu e metendo o louco pra mim. Ele mandando "saudades" nas minhas fotos e mandando toda hora mensagem no Whatsapp e eu resolvi responder falei que não queria falar com ele e que eu não consegui fqzer nada na porra do dia pq tava deprimido e triste e falei que quando eu tava dormindo eu pensei " se eu estivesse morto será que tudo isso acabaria " enfim eu mandei isso é ele falou "Ahhh para de graça " Enfim ele me magoou muito pq parecia não se importar com meus sentimentos e que parece que me manipulou esse tempo todo. Não adianta eu me afastar dele pq ele mora aqui do lado e ele vai em todo lugar que eu vou e meu grupo de amigos ele tá também e ele sabe onde eu moro então já sabe..... Eu também queria esquecer disso é manter amizade dele igual antigamente quando a gente jogava futebol e apenas nos divertiamos porém agora eu sinto raiva e tristeza só de pensar nele Nos somos ou éramos melhores amigos... Ele é meio infantil e nunca teve uma conversa séria comigo provalvemente pq tem vergonha e medo então n espero MT dele quando ele vier falar comigo
Eu quero saber as opiniões de vocês e saber oque eu faço nessa situação
Muito obrigado por lerem e pau no cu dele que eu tô puto
submitted by erossama to desabafos [link] [comments]


2020.09.08 19:39 Malarazz Resultados do censo do /r/futebol 2020

Introdução
Primeiramente, obrigado a todos que responderam o censo! Tivemos 371 respostas esse ano, comparado com 68 em 2018.
Essa thread vai ser enorme. Nela, vou descrever e comentar sobre as estatísticas mais interessantes de cada uma das perguntas, principalmente respectivas aos 13 clubes grandes do Brasil. Quem preferir visualizar sozinho de maneira mais completa pelo google forms, aqui está o link do censo. Já quem gostaria de comparar com o último censo de 2,5 anos atrás, aqui está ele. Lembre-se que o censo foi separado em 4 categorias. Sinta-se à vontade pra pular pra categoria mais interessante (na minha opinião a 3) se não quiser ou não aguentar ler tudo. As perguntas estão numeradas e na mesma ordem que estavam no censo, então vocês também podem pular pra discussão das perguntas que acham mais interessantes.
Parte 1: Perguntas Demográficas
1) Aonde você nasceu? -- De 2018 pra cá, o subreddit ficou bem mais diversificado com esse quesito. Apesar de São Paulo continuar liderando, proporcionalmente o estado caiu muito. 76 (21%) dos usuários nasceram lá, enquanto que 22 (32%) ano passado. Rio Grande do Sul vem em segundo e Rio de Janeiro em terceiro, com 67 e 55 membros respectivamente (18% e 15%).
Curiosamente, apesar de ter metade da população e um futebol menos tradicional, o Paraná tem mais usuários do que Minas Gerais: 34 vs 25 (9% vs 7%). Outro fato bastante curioso são os estrangeiros. Os 4 portugueses nós já esperávamos, até por causa do Jorge Jesus. Mas além deles, 2 usuários nasceram em outro país da América do Sul, 3 na América do Norte, 2 em outro país da Europa, e 1 na Ásia, pra um total de 12 (3%) usuários que são estrangeiros. A proporção esse ano ficou parecida com a do censo passado, quando 2 (3%) dos usuários nasceram fora do Brasil. Fico muito curioso pra saber da vida desses usuários: se vêm de pais brasileiros ou simplesmente falam português e gostam da cultura e/ou futebol brasileiro.
2) Aonde você mora? -- Ranking muito parecido com o de nascimento, porém claro, com mais usuários morando no exterior do que nascendo lá. 30 (8%) usuários moram no exterior, sendo 13 (43% deles) na América do Norte. Essa proporção foi um pouco menor que os 9% de 2018.
3) Qual é o seu gênero -- 8 (2%) usuários são mulheres, enquanto em 2018 eram 2 (3%). Nenhuma surpresa aqui, quando combinamos duas coisas extremamente masculinas (futebol, e reddit para brasileiros).
4) Qual é sua cor ou raça? -- Similar ao censo do /brasil que agora perdi o link, 275 (75%) dos usuários são brancos, 70 (19%) pardos, 12 (3%) negros, 6 (2%) asiáticos, 2 (1%) árabes e 1 indígena. Tanto aqui quanto no gênero a gente vê que a população do /futebol não é nem um pouco representativa da população brasileira em geral.
5) Qual é sua idade? -- Semelhante ao censo passado, a faixa etária mais comum é 23 a 27 anos com 138 (37%) usuários. Em seguida vem 18 a 22 anos com 114 (31%), 28 a 32 anos com 66 (18%) e menos de 18 anos com 25 (7%). Os 2 (1%) usuários mais velhos têm entre 43 a 47 anos.
6) Qual é o seu grau de escolaridade? -- 159 (43%) usuários atualmente cursam o ensino superior. 77 (21%) têm graduação completa, 33 (9%) estão cursando pós-graduação, e 32 (9%) têm pós-graduação completa. Acho que seria bom ter separado mestrado e doutorado nessa questão. Talvez seja uma ideia interessante pro próximo censo.
7) Se você cursou ou está cursando o Ensino Superior, qual é sua área de formação? -- Dos 307 respondentes, 64 (21%) fazem ou fizeram Engenharia, 58 (19%) ciências sociais ou humanas, 47 (15%) ciência da computação ou similares, 35 (11%) administração e negócios e 34 (11%) direito. Essa é um pergunta complicada de analizar porque muitas pessoas escreveram "Other: xx" quando talvez se encaixava numa das opções dadas.
8) Qual é sua situação no mercado de trabalho? -- 146 (40%) usuários apenas estudam, enquanto 94 (26%) estudam e trabalham, 91 (25%) só trabalham e 34 (9%) estão desempregado.
9) Qual é seu status de relacionamento? -- Confirmando um estereótipo do reddit, 256 (69%) usuários estão solteiros. 79 (21%) em um relacionamento estável, 26 (7%) casados e 7 (2%) noivos. Me pergunto qual as porcentagens pra população brasileira em geral pra essa faixa etária. PS: não leiam as respostas manuais.
10) Há quanto tempo você usa o reddit? -- 89 (24%) usuários usam o reddit há mais de 5 anos, enquanto 69 (19%) usam há entre 1 e 2 anos. Apenas 41 (11%) usam há menos de 1 ano, sendo 17 desses (41% dos 41) há menos de 6 meses.
Parte 2: Futebol Como Passatempo
11) Há quanto tempo você acompanha o /futebol? -- Curiosamente, ao contrário da última pergunta, a maioria dos usuários são novos no pedaço. 133 (36%) entre 1 e 2 anos, 90 (24%) entre 6 meses e 1 ano e 73 (20%) há menos de 6 meses. Apenas 39 (11%) estão aqui há mais de 3 anos.
12) Que tipo de usuário você é? -- Aqui a gente vê algo que já é conhecido no reddit afora. A regra de Pareto, 80% do conteúdo é criado por 20% dos usuários.
228 (62%) usuários lêem as threads e/ou comentários mas raramente fazem o próprio, enquanto que 110 (30%) escrevem comentários mas raramente criam threads. Sobram apenas 30 (8%) que criam threads com certa frequência.
13) Como você descobriu o /futebol? -- Essa foi uma das questões mais surpreendentes pra mim. 207 (56%) usuários descobriram o /futebol no /brasil ou em outro lugar do reddit, enquanto que 148 (40%) simplesmente digitaram futebol no reddit torcendo pra existir. Apenas 7 (2%) vieram aqui por indicação de um amigo, enquanto que só 3 (1%) acharam o /futebol pelo google.
Para os veteranos que lembram do golpe ano passado, imagina se a gente tivesse migrado pro /FutebolBR? Ia perder um monte do fluxo de novos usuários.
14) Quantas partidas você costuma assistir por semana? -- 181 (49%) usuários assistem futebol 1 ou 2 vezes por semana, enquanto que 104 (28%) assistem 3 ou 4 vezes por semana e 33 (9%) assistem entre 1 vez por mês e 1 vez por semana. Apenas 19 (5%) usuários assistem 7 vezes ou mais por semana, enquanto que só 6 (2%) nunca ou quase nunca assistem. Uma ideia pro próximo censo seria separar as opções por 1, 2, 3, etc. invés de "1 ou 2".
15) Como você mais costuma assistir as partidas em casa? -- 159 (43%) costumam assistir por streaming, enquanto que 90 (24%) pelo premiere, 63 (17%) por TV a cabo sem ser premiere e 45 (12%) por TV aberta.
16) Você assistiu a quantas partidas no estádio em 2019? -- 178 (48%) usuários não assistiu nenhuma partida no estádio em 2019, o que eu achei bem curioso. 84 (23%) assistiram a 1 uma 2 partidas e 37 (10%) assistiram a 3 ou 4 partidas. Surpreendemente, 40 (11%) assistiram a 9 ou mais partidas ano passado.
17) Você costuma assistir partidas sem ser nem seu time nem seu rival jogando? -- Essa foi uma pergunta meio confusa que acho que precisa ser reformulada no próximo censo. Só não sei pra o que. Ainda assim, 188 (51%) usuários costumam assistir apenas jogo importante, enquanto que 138 (37%) aceitam assistir qualquer tipo de partida mesmo sem ser importante ou do seu time. 34 (9%) não costumam assistir partidas sem ser nem seu time nem seu rival jogando.
18) Você acompanha as ligas nacionais de quais países? (Selecione todas que acompanhar) -- 321 (87%) acompanham o Brasileirão, 231 (63%) a inglesa, 135 (37%) a espanhola e 100 (27%) a alemã. Apenas 57 (15%) acompanham a liga francesa do Neymar, e só 22 (6%) não acompanha nenhuma liga.
Há algumas diferenças interessantes perante ao censo passado. O Brasileirão caiu por 12% (67 ou 99% dos usuários em 2018) e a francesa caiu por 40% (17 ou 25% dos usuários em 2018), enquanto a alemã aumentou em 69% (11 ou 16% dos usuários em 2018). Interessante também os usuários que acompanham as ligas do Japão, da Austrália e da Nova Zelândia.
19) Você costuma assistir campeonatos estaduais? Se sim, quantos jogos? -- 187 (51%) usuários assistem vários jogos, inclusive contra times menores, enquanto que 118 (32%) assistem apenas jogos importantes e 59 (16%) raramente ou nunca assistem, ou só assistem só a final.
20) Se você acompanha campeonatos estaduais, você acompanha os de quais estados? (Selecione todos que acompanhar) -- Pra surpresa de ninguém, o Paulistão é o estadual mais badalado com 191 (55%) usuários acompanhando. Porém, apesar de termos mais gaúchos do que cariocas, o Campeonato Carioca ganha audiência de 162 (47%) usuários enquanto que o Gauchão apenas 106 (31%). Faz sentido, pois tem muita gente de outros estados que torcem pra times cariocas, e também porque simplesmente é um estadual mais competitivo.
Talvez por motivos parecidos, 49 (14%) usuários acompanham o Campeonato Mineiro enquanto que só 28 (8%) acompanham o Paranaense. Apenas 4 estados, Acre, Alagoas, Piauí e Roraima têm seus estaduais completamente ignorados pelo /futebol. Os resultados são parecidos com 2018, porém na época haviam 10 estados com 0 espectadores.
21) Como você acha que devem mudar os estaduais? (Tente selecionar a opção mais próxima da sua ideia) -- Chegamos à primeira pergunta suculenta e polêmica do censo. Apesar de eu ter pedido pra selecionarem uma das opções, muita gente quis detalhar sua ideia, o que efetivamente vira um voto nulo pro censo. Mas tudo bem.
119 (categoria A, 32%) usuários acham que o formato atual tá bom como tá ou deve apenas ser levemente reduzido, enquanto que 89 (categoria B, 24%) acham que times grandes devem entrar direto no mata-mata e 145 (categoria C, 40%) acham que times grandes devem parar de disputar estaduais.
Algo interessante que já era de se esperar foi a correlação entre a frequência que a pessoa assiste estaduais e sua opinião sobre o atual formato. Dos 159 usuários que assistem vários jogos, 43% tem opinião na categoria A, 16% na B e 41% na C. Dos 127 usuários que assistem apenas jogos importantes e/ou clássicos, 27% pertencem à categoria A, 35% à B e 38% à C. Dos 54 usuários que raramente ou nunca assitem, 29% pertencem à categoria A, 17% na B e 54% na C. Nos números deste parágrafo foram ignorados os usuários que “votaram nulo” no censo.
Apesar de fazer sentido na minha cabeça, não pôde ser visto uma correlação entre o entusiasmo do usuário sobre futebol e sua opinião sobre o formato de estaduais (i.e. usuários que assistem 2 ou menos partidas de futebol por semana vs usuários que assistem 3 ou mais partidas por semana).
22) Enquanto continuar existindo estaduais no formato atual, você acha que clubes grandes deveriam disputar com força máxima ou com reservas/sub-23? -- Semelhante à última pergunta, 179 (49%) usuários querem força máxima em clássicos e decisões e sub-23 nos demais, 150 (41%) querem sub-23 sempre e apenas 33 (9%) querem força máxima sempre.
23) Antes da pandemia, você jogava futebol? -- 202 (55%) usuários não costumavam jogar. Até que faz sentido pela demografia (ou estereótipo) do reddit. 61 (17%) usuários jogavam menos de 1 vez por mês, enquanto 45 (12%) 1 vez por semana. Apenas 8 (2%) jogavam 3 vezes por semana ou mais.
24) Você costuma assistir futebol feminino? -- 249 (68%) usuários não assistem, enquanto que 101 (28%) assistem às vezes e apenas 12 (3%) assistem com certa frequência. Além disso, 4 usuários escreveram "somente olimpiadas ou copa do mundo".
25) Além do futebol, qual outro esporte você costuma assistir? (Selecione todos que assistir) -- Esse foi talvez o meu maior erro no censo. O Ayrton Senna tá se revirando no caixão, tadinho. Eu esqueci de incluir Fórmula 1! Num censo pra brasileiros! O esporte que eu vejo meu vô assistir todo domingo! Esqueci o Tênis tambem mas no Brasil esse é esquecível, azar. Em minha defesa eu ainda dei um google "esportes mais assistidos no brasil", mas só apareceu um monte de artigo sobre os esportes mais praticados.
Anyway, essa pergunta me surpreendeu um monte. O grande líder foi e-sports com 143 (39%) usuários dando audiência. Basquete veio em segundo com 131 (36%) e futebol americano em terceiro com 95 (26%), enquanto que 86 (24%) usuários só assistem futebol. Me surpreendeu também que os esportes que eu achava populares no Brasil, luta e vôlei, só tem 56 (15%) e 46 (13%) usuários assistindo, respectivamente. E o futsal que é o mais parecido com o futebol só tem 28 (8%) espectadores. Curiosamente, temos um usuário que assiste xadrez, um curling e um punhobol. Não me pergunta o que é isso. Also, tivemos 4 usuários que selecionaram tanto um esporte quanto “nenhum, só o futebol.” 🔔🔔 Shame 🔔🔔 Shame 🔔🔔 Shame 🔔🔔.
No próximo censo, além de acrescentar Fórmula 1, acho que seria uma boa ideia separar e-sports em CS, LoL, DotA e FIFA/PES. Não sei se esses são o top 5 ou tem mais.
Parte 3: Futebol Como Paixão
26) Qual é o principal clube pro qual você torce? -- Essa pergunta foi bem interessante. Era óbvio que o Flamengo iria ganhar, por ter a maior torcida e tar em ótima fase. 71 (19%) tem o Flamengo como time principal. Mas a grande surpresa pra mim foi o Grêmio aparecer em segundo com 49 (13%), atropelando o Corinthians com seus 35 (10%). Tu pode pensar “faz sentido porque muita gente coloca o Corinthians como segundo time”, mas não, apenas 1 usuário colocou, enquanto 2 colocaram o Grêmio.
Fora isso, temos Inter e São Paulo empatados com 33 (9%), Palmeiras com 24 (7%) e Vasco com 20 (5%). O Atlético-MG com 15 (4%) tem quase o dobro que o Cruzeiro com 8 (2%). Isso pode ser um sintoma da fase horrível do Cruzeiro.
27) Aproximadamente o quão longe você mora do estádio do seu time? -- Outra surpresa, 114 (31%) usuários moram a mais de 500km do estádio do seu time. Apenas 77 (21%) moram a menos de 10km, enquanto que 60 (16%) moram entre 10km e 30km e 38 (10%) moram entre 30km e 100km.
28) Você se considera torcedor de dois clubes brasileiros? -- E aqui temos outra pergunta polêmica, que quer saber não apenas sim ou não como tambem tua opinião. Nessa, a descrição vai ser longa. Daqui em diante vou chamar os usuários que responderam sim de “bitorcedores.”
Superficialmente, apenas 59 (16%) usuários torcem pra dois clubes. 145 (39%) não mas respeitam, 72 (20%) não e nem tem opinião e 91 (25%) não e acham um absurdo. Mas a gente não vai parar na superfície.
Acho que todos nós esperávamos que o Flamengo seria o clube mais popular entre os bitorcedores. E de fato ele foi. Mas eu esperava que seria por uma diferença muito mais gritante. Apenas 12 dos 56 (21%) bitorcedores torcem pro Flamengo. Em segundo lugar vem o São Paulo com 9 (16%), e em seguida, de maneira surpreendemente, Grêmio e Inter empatados com o Corinthians com 7 torcedores cada (13%). Por outro lado, 2 (4%) bitorcedores torcem pro Santos, e 1 (2%) pra cada um de Cruzeiro e Atlético-MG. Segue a tabela completa mais pra baixo, mas antes disso deixa eu explicar ela melhor.
Comparando a quantidade de bitorcedores com o total de torcedores pra cada clube, vemos que a grande maioria (8 dos 13) tem entre 13% e 19% da sua torcida torcendo pra um segundo clube. A maior proporção foi do Athletico, onde 3 dos 11 (27%) torcedores torcem pra um segundo clube. Já as menores foram do Botafogo (0 dos 5) e Atlético-MG (1 dos 16, 6%). São Paulo tem 9 dos seus 38 (24%) torcedores torcendo pra outro time, enquanto o Santos tem 2 dos 8 (25%). Note que o Flamengo, alvo desse stigma, tem uma proporção normal, considerando que 12 dos seus 71 (16%) torcedores torcem pra um segundo time.
Por último, vemos a proporção de usuários por clube que acha um absurdo torcer pra 2 times. O Atlético-MG foi disparado o clube mais intolerante, onde 11 dos seus 16 (69%) torcedores acham um absurdo uma pessoa ter dois clubes do coração. Já o Athletico tem 5 dos seus 11 (45%) torcedores pensando dessa forma, enquanto o Flamengo tem 7 dos 76 (9%) e o São Paulo 3 dos 38 (8%) achando um absurdo torcer pra dois times. A tabela completa com toda essa informação para os 13 grandes aparece abaixo.
Time X Dos usuários que torcem pra 2 times, o número que torce pro time X Dos usuários que torcem pra 2 times, a % que torce pro time X Dos torcedores do time X, a % que torce pra 2 times Dos torcedores do time X, o número que acha um absurdo Dos torcedores do time X, a % que acha um absurdo Número total de torcedores do time X
Athletico 3 5% 27% 5 45% 11
Atlético-MG 1 2% 6% 11 69% 16
Botafogo 0 0% 0% 0 0% 5
Corinthians 7 13% 19% 8 22% 36
Cruzeiro 1 2% 13% 3 38% 8
Flamengo 12 21% 16% 7 9% 76
Fluminense 2 4% 17% 3 25% 12
Grêmio 7 13% 14% 17 33% 51
Inter 7 13% 19% 12 33% 36
Palmeiras 5 9% 19% 3 12% 26
Santos 2 4% 25% 1 13% 8
São Paulo 9 16% 24% 3 8% 38
Vasco 4 7% 16% 7 28% 25
29) Qual é o segundo clube (aquele que fica geograficamente mais longe de você) pro qual você torce? -- Essa pergunta ficou meio confusa porque usuários organizaram de forma diferente o primeiro e o segundo clube. Não sei como reformular ela no próximo censo. Talvez “qual é o segundo clube (aquele que for “maior”) pro qual você torce”?
De qualquer forma, as estatísticas interessantes já aparecem na última pergunta. Aqui, vemos que 275 (77%) usuários não têm segundo clube, enquanto 5 (1%) torcem pra cada um de Flamengo, Vasco, São Paulo e por incrível que pareça, Paysandu. Curiosamente, 3 (1%) escolheram o Milan.
30) Fora o maior rival, qual clube você mais quer ver perder? -- Outra pergunta suculenta sugerida por algum usuário aqui há muito tempo atrás. Essa também vai ter uma discussão enorme, então botem o cinto gurizada.
Superficialmente, pra surpresa de pouca gente, nós vemos o Flamengo sendo o clube mais desprezado do Brasil, com 96 (26%) usuários querendo vê-los perder. Curiosamente, isso é muito maior do que a quantidade de usuários que apenas querem o mal pro rival (60, 16%) e que não querem o mal pra ninguém (36, 10%). O Corinthians é claro vem em segundo com 60 (16%). Palmeiras tem 38 haters (10%) e São Paulo 14 (4%). Pra minha surpresa, apesar de todas suas falcatruas, Cruzeiro tem apenas 11 (3%) e Fluminense só 8 (2%). Meu tio sempre teve a opinião de que o pessoal fora do RS não gosta do Grêmio por considerar ele um time argentino, mas não vemos isso aqui. 0 usuários escolheram ele, enquanto apenas 2 (um torcedor do Caxias e outro do Grêmio) desprezam o Inter.
Mas podemos ir mais fundo. Primeiramente, tal como ilustrado acima, houve muitos usuários que selecionaram o nome do seu rival invés de selecionar “Apenas quero o mal pro meu rival.” Talvez fosse melhor reformular essa pergunta pra “qual clube de outro estado você mais quer ver perder.” Enfim, pra diminuir esse problema com os dados, eu editei cada usuário que escolheu o nome do seu rival para “apenas quero o mal pro meu rival.” Clubes gaúchos, mineiros e paraenses foram fáceis. Para os cariocas, eu considerei o Flamengo como rival de todos os outros três grandes, enquanto que o Vasco e Fluminense são simultaneamente rivais do Flamengo, mas o Botafogo não. Já em SP, o Corinthians, São Paulo e Palmeiras são simultaneamente rivais um do outro, enquanto o Santos ficou sem rival.
Levando em consideração apenas torcidas de tamanho médio (4 ou mais), sobram 351 usuários. As maiores diferenças são no Palmeiras e São Paulo. O primeiro caiu para 27 (8%) usuários que o desprezam, enquanto que o São Paulo caiu para 4 (1%).
Os clubes que mais desprezam o Flamengo são o Santos (6 dos 8, 75%), Atlético-MG (10 dos 15, 67%), e Palmeiras (14 dos 24, 58%). O único clube com muitos torcedores (10 ou mais) que não quer ver o Flamengo perder mais que todos os outros foi o Inter. 8 dos 31 (26%) colorados desprezam o Flamengo, enquanto que 17 (55%) despreza o Corinthians. Isso faz sentido, porque o Corinthians “roubou” um Brasileirão em 2005 enquanto o Flamengo meteu 5 a 0 no Grêmio ano passado.
Dos clubes com poucos torcedores, Ceará (0 dos 5) e Santos (0 dos 8) são os com mais desgosto no coração (0 torcedores “não querem o mal pra ninguém”), enquanto que Cruzeiro é o mais pacífico (3 dos 7, 43%). Dos clubes com muitos torcedores, Atlético-MG (0 dos 15), Athletico-PR (0 dos 11) e Inter (1 dos 31, 3%) são os com maior antipatia por outros clubes, enquanto que o São Paulo (4 dos 37, 11%) é o mais pacífico.
Segue a tabela completa para quem quiser ver. Para ler a tabela: 20% dos 15 torcedores do Atlético-MG, por exemplo, querem o mal apenas pro seu rival, 7% pra cada um de Corinthians e Fluminense e 67% pro Flamengo.
31) Fora o(s) seu(s) clube(s) do coração, com qual clube você mais simpatiza? -- Uma pergunta um pouco diferente da de dois torcedores. Temos usuários que torcem pra dois times e simpatizam com um terceiro. Temos usuários que torcem só pra um time mas simpatizam com outro. E temos usuários que não simpatizam com nenhum - especificamente, 103 (28%).
Dos times com simpatizantes, pra minha surpresa, a Chape ficou apenas em segundo com 22 (6%) usuários. O time mais simpático do /futebol é o Vasco com 26 (7%). O Bahia fecha o pódio com 19 (5%). Fora isso, podemos ver algumas curiosidades ao analizar mais profundamente.
Dos 86 torcedores da dupla grenal, 3 (3%) deles simpatizam com o arquirival, enquanto que 1 vai mais longe e considera o arquirival seu segundo time. Curiosamente, essa pessoa mora em Porto Alegre ou região (i.e., a menos de 10km do estádio). Nenhum dos 24 Cruzeirenses e Atleticanos torce ou sequer simpatiza com o rival. Nenhum dos 20 Coritibanos e Athleticanos torce ou sequer simpatiza com o rival. Dos 5 torcedores do Botafogo, 1 (20%) simpatiza com o Fluminense, enquanto que dos 76 torcedores do Flamengo, 1 simpatiza com o Botafogo. Curiosamente, 2 (3%) torcedores do Flamengo e 1 dos 25 (4%) torcedores do Vasco desprezam o Botafogo acima de todos os outros. Dos 38 torcedores do São Paulo, 3 (8%) simpatizam com o Santos, enquanto que dos 36 torcedores do Corinthians, 1 (3%) simpatiza com o Santos.
32) Você participa de alguma torcida organizada? -- Gostei dessa pergunta. E até fiquei surpreso com os resultados. Temos 9 (2%) usuários do sub que atualmente participam de uma torcida organizada. Além disso, temos 2 (1%) usuários que já participaram delas. Um falou que parou por “questões de tempo, responsabilidades e etc.” enquanto o outro comentou “acho que são importantes no estádio, mas a estrutura e cultura delas é lamentável” (eu gostaria de ouvir mais sobre isso).
Fora isso, 182 (49%) usuários responderam “não, e sou indiferente,” 93 (25%) “não, mas apoio elas,” 59 (16%) “não, e odeio elas” e 20 (5%) “não, mas tenho amigos que participam.” Dos usuários que escreveram sua propria resposta, um colocou “gosto da festa e não gosto da briga,” outro “não, mas sei que a maioria dos seus integrantes não são bandidos infiltrados,” mais um “não, e acho que as vezes atrapalham o futebol, porém algumas fazem um trabalho fenomenal (Fortaleza),” e por último “não participo, gosto da festa que fazem, mas são problemáticas na questão da violência.”
Parte 4: Futebol Como Profissão
33) Você já tentou seriamente virar jogador de futebol profissional? -- Uma pergunta interessante que eu não tinha muitas esperanças de receber um “sim”, mas ainda assim recebemos. 1 usuário conseguiu enquanto 24 (7%) tentaram mas não conseguiram. Outros 22 (6%) tiveram parentes que conseguiram. 318 (86%) simplesmente nunca tentaram.
Outra coisa interessante foram as respostas manuais. Um usuário escreveu “joguei em categorias de base mas nunca tive ambição,” outro “jogo nas categorias sub 17,” e o meu favorito, “não, mas tive um ex-colega que treinou no Internacional e teve chance de ir para o Real Madrid, mas foi tonto e perdeu a chance porque não quis ficar longe da família.” Imagina se o Messi tivesse pensado dessa forma. Imagina se tivesse alguém com ainda mais talento que o Messi mas que pensou dessa forma e o talento nunca floresceu. Perguntas interessantes.
34) Você já tentou ganhar a vida do futebol sem ser jogador, pelo menos por um tempo? Se sim, como? -- Pergunta parecida com a anterior, porém mais ampla. Ainda assim, não gostei dela. Ela teria que separar “tentei e não consegui” de “tentei e consegui,” e talvez “tentei, consegui, e continuo conseguindo.” Mas não tenho nem ideia qual o melhor jeito de fazer isso.
De qualquer forma, 344 (93%) usuários nunca tentaram. Dos 26 que tentaram, 10 (38%) foram como apostador, 5 (19%) como jornalista, 2 (8%) como técnico, 1 (4%) como dirigente e 1 como narrador. Nenhum usuário selecionou Youtuber da lista, mas um escreveu “além de Youtuber, também planejo ser Técnico ou Preparador.” Além disso, um usuário escreveu que já estagiou em medicina do esporte no Athletico, outro “Quadra de Futebol Society,” mais um “Faltou e-Sports aí na lista,” enquanto outro afirmou ser diretor do Criciúma!
Conclusão
Então é isso. Termina mais um censo do /futebol. Espero que vocês tenham achado interessante. Mas lembrem-se que não dá pra extrapolar muito os dados desse censo, e que a população do /futebol não é nada representativa da população de torcedores brasileiros de futebol. Agora pra sair outro censo acho que talvez só em 2022, então aproveitem esse.
submitted by Malarazz to futebol [link] [comments]


2020.09.06 20:59 dontcrybutterfly Eu não sou ninguém na vida.

No começo desse ano (antes da pandemia) minha mãe precisou mudar de horário, no seu emprego, foi tudo de ultima hora. Ela soube em uma sexta-feira que iria começar no novo horário na segunda-feira.
Na segunda começava as minhas aulas na faculdade e as aulas do meu irmão pequeno, mas com isso eu precisei trancar a faculdade, já que no período da manhã não teria ninguém pra ficar com ele em casa. (Em casa sou eu, minha mãe, meu padrasto e meu irmao)
No começo eu fiquei mal, pois fazia 1 ano que eu tinha entrado no curso e estava realmente gostando, e vendo que era aquilo que eu queria. Mas quando a pandemia veio, até que não fique tão triste assim, em relação ao curso, já que então eu iria ficar em casa de qualquer forma.
Mas precisei largar a faculdade e não posso trabalhar para ficar em casa cuidando de uma criança que não é responsabilidade minha, eu não tive filho então porque tenho que abandonar o pouco que eu tinha e já não posso fazer mais nada pra cuidar de uma criança!?
E a cada dia que passa eu fico mais mal pensado que tenho 19 anos e não tenho formação nenhuma, não tenho experiência nenhuma e não consigo arrumar algum emprego, já que eles sempre pedem experiência.
Mas ao mesmo tempo fico mal de pensar assim, me achando ingrata já que nao preciso necessariamente trabalhar, e tenho o privilégio de poder ficar em casa cuidando dele. Mas eu também quero viver a minha vida, quero evoluir em algo.
E toda essa situação faz eu me sentir ainda mais sozinha. Eu sempre fui uma pessoa que gosta de ficar no meu canto, fazendo as minhas coisas. Mas ultimamente eu não consigo mais fazer isso e também não tenho realmente ninguém para conversar.
Tenho bem pouco contato com algumas meninas da escola, mas quase nunca se falamos. Conheci algumas pessoas na faculdade mas não criei nenhuma amizade forte, então assim que eu saí do curso também não tive mais contato com ninguém. A única pessoa com quem eu conversa mais era a minha irmã mais velha, mas ela teve bebê recentemente e claro que agora ela tem outras prioridades e eu entendo. Minha mãe sempre que vou falar com ela sempre acaba mudando de assunto e sinto que o que falo não é importante. A pessoa com quem mais falo é uma criança de 4 anos, já que passo o dia todo com ela.
Fora que nunca senti que alguém realmente gostasse de mim, nunca tive um relacionamento e acho que realmente ficarei sozinha em todos os sentidos.
Essa é a minha primeira vez escrevendo aqui, então se tiver algum erro me desculpem. Estou a semana toda tomando coragem para publicar isso, e como domingo é o único dia que eu consigo fazer algo pra mim decidi desabafar aqui. Obrigada se você leu até aqui <3
submitted by dontcrybutterfly to desabafos [link] [comments]


2020.09.05 15:30 ShotGift9 Desabafo

Porque você vem com essa conversa de que gosta de mim e uma semana depois vem dizer que só quer ser meu amigo,e mais uma semana depois começa a namorar? Pra que ? Precisava de toda essas historia, de que iria estragar toda a amizade e que iria ser um saco se tudo desse errado? Porque você não foi honesto porra,por qu ninguem é?precisa desse drama todo e no fim ainda é por uma merda de mensagem, não tem consideração nem de ligar. Eu sei que ninguém é obrigado, mas quando eu não quero nada com alguem, eu digo,cara a cara. Mas quando é comigo,puta merda, so falta dizer que o ceu é verde.
Mas também eu sou muito burra, pra que eu fui abrir aquele instagram, pra que eu fui postar aquela pintura? Não bastava ter feito ela? Eu precisava aumentar meu ego pra mostrar pra todo mundo? Dai eu vi aquela porra dele trocando confidências com ela, dizendo que é amorzinho,caralho. Eu acho que sou um poço de ruindade mesmo pra ninguém ficar na minha vida, e esses sentimentos ruins me corroendo por dentro. Eu queria virar um monge e ir meditar em alguma montanha, Que RAIVA!
submitted by ShotGift9 to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 22:34 Scarcity_Most Me xingaram só por eu não gostar da Luísa sonza

Eu tenho um grupo do meu teatro no wpp,uma menina q eu nem conheço mandou o novo clipe da Luisa sonza que saiu ontem com o mc zaac. A maioria achou a música top,disse q a Luísa sonza era maravilhosa e não sei oq. Eu vi o clipe e disse a seguinte frase "A Luísa tem uma voz bonita,mas se ela não cantasse tanta merda,ela iria fazer muito mais sucesso do que faz agora". Aí pronto,já me esculacharam. Eu vou ser sincera,não gosto do q a Luísa sonza faz na mídia,isso é uma opniao minha velho,essa menina até me denunciou no instargram! Eu acho q não tem necessidade disso né velho,pelo amor de Deus! Eu mandei um vídeo de um cover da davina Michele pro pessoal(essa moça fisicamente é parecida com a Luísa sonza,a diferença é q ela trabalhou na voz,não na academia. Ela bota um moletom,pega o microfone e canta lindamente,vejam lá se quiserem) Eles me xingaram demais mano! Mandaram eu tomar no cu,disseram q se eu não tenho gosto musical problema é meu e etc. Pra mim um cantor de verdade não precisa apelar entendem? Não precisa mostrar o corpo,por acaso o Roberto Carlos tira a camisa nos shows dele? Ele é considerado o rei da música,pq será? Agora dizer que essa música da Luísa sonza é linda pelo amor de deus! Tenha dó da nossa população né mano! Eu não gosto de nenhuma música q está na mídia do Brasil,ouço as antigas como legião urbana,titãs,Roberto Carlos e etc. Se você gosta da Luísa e admira o trabalho dela,me perdoe,mas essa foi a minha opinião. Como q vive num mundo onde vc não pode dar mais a sua opinião velho? Ela chamou mais pessoas pra denunciar meu Instagram,ele está todo bugado agora. Ouçam a música "Eu e ela" Do Roberto Carlos e compara com essa nova música da Luísa sonza,sério..Eu não consigo ouvir,desculpem.
submitted by Scarcity_Most to Copicola [link] [comments]


Eu Acho Que Sim - YouTube ACHO QUE ELA GOSTA DE MIM  Undertale (Parte 7) - YouTube Eu acho que vc está gostando de mim... SERÁ QUE ELA GOSTA DE MIM? ACHO QUE ELA GOSTA DE MIM... - YouTube ELA GOSTA DE VOCÊ? Envie esta mensagem no WHATSAPP e ... Edgar Iludido (Ela não gosta de mim) - Frankenweenie Dominó Ela Nao Gosta De Mim - YouTube MÁFIA DO ROCK - CD 01 - ONIRISMO - 11 - VOCÊ GOSTA DE MIM

Será Que Ele Gosta de Mim? - 23 Sinais - Irresistível.com.br

  1. Eu Acho Que Sim - YouTube
  2. ACHO QUE ELA GOSTA DE MIM Undertale (Parte 7) - YouTube
  3. Eu acho que vc está gostando de mim...
  4. SERÁ QUE ELA GOSTA DE MIM?
  5. ACHO QUE ELA GOSTA DE MIM... - YouTube
  6. ELA GOSTA DE VOCÊ? Envie esta mensagem no WHATSAPP e ...
  7. Edgar Iludido (Ela não gosta de mim) - Frankenweenie
  8. Dominó Ela Nao Gosta De Mim - YouTube
  9. MÁFIA DO ROCK - CD 01 - ONIRISMO - 11 - VOCÊ GOSTA DE MIM

Próximo vídeo https://youtu.be/oOBLqNBUKjg Faça parte da Turma Gamer \o/ http://full.sc/1djLGZb Todos os episódios https://goo.gl/ARAK9z LubaFest: ht... Faça uma mulher te responder IMEDIATAMENTE. Acesse: http://mensagensinfaliveis.com.br Ela gosta de você? Neste vídeo você vai aprender a obter a resposta pra... Provided to YouTube by Sony Music Entertainment Eu Acho Que Sim · Amado Batista Amado Batista ℗ 1994 BMG BRASIL LTDA. Released on: 1994-03-15 Composer, Lyric... Patreon https://www.patreon.com/lubatv Inscreva-se aqui http://full.sc/1djLGZb Todos os episódios dessa série https://goo.gl/eMXTVf Jogo http... VOCÊ GOSTA DE MIM Ah! Quando a Vi... Apaixonei-me Por sua beleza E porque é linda Com sua virtude perfeita E sua índole correta Ah! Eu acho que me apaixonei Eu achei a pessoa exata Porque eu ... Eu acho que vc está gostando de mim. Eu acho que vc está gostando de mim. Skip navigation Sign in. Search. Loading... Close. This video is unavailable. Watch Queue Queue. ENCONTRO NO RIO DE JANEIRO: 25/08 ÀS 18H - PASSE SEU WHATSAPP NOS COMENTÁRIOS. QUER APOIAR MEU TRABALHO? (Itaú) Agencia: 8172 Conta Corrente: 07399-4 Natália Garcia de Nobrega Abreu AMO ... Kk outro vídeo irônico sobre shipps 😁💚 Música: Gustavo Mioto - Ela não gosta de mim E acabou os videos sobre 'shipps', eu acho... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube.